PT | EN | ES

Menu principal


Powered by TEITOK
© Maarten Janssen, 2014-

CARDS7057

1823. Carta de Francisca Cândida para seu marido António da Rocha dos Santos.

Autor(es)

Francisca Cândida      

Destinatário(s)

António da Rocha dos Santos                        

Resumo

A autora dá notícias da terra e aconselha o marido a evitar problemas.
O script do Java parece estar desligado, ou então houve um erro de comunicação. Ligue o script do Java para mais opções de representação.

Meu querido Marido Angra 18 de Janro E 1823

Muito estimo que estas duas e mal notadas Regras vos achem de saude q he o maior gosto que posso ter q eu com mutas saudes vou vivendoco como Ds servido Por Se me Offerecer portador certo não posso deixár de vos dár noticias mas quanto a vosso Cunhádo não me tem dádo náda- eu ouvi dizer q qdo embarcástes do do Fayál q deitárão hum barco atráz de vos mas foi da vontáde de Ds q se serrou de nevoeiro e q vos não apanhárem e tão-bem ouvi dizer q o Rapáz está prezo no Faiiál e q o Joze está na Terceira escondido para hir pa Lxa peçovos pello amor de Ds q se elle for para Lxa q vos não deis com elle porq no Fayál furtou hum pouco de taboâdo Rodeárão a cáza de soldos fugio pa o Pico chegou ao Pico furtou sinco pessas de pano o q na ocazião se me offeréçe a dizervos Asseitay mtas Vezittas de vosso Sogro e sógra e de vosso Cunhado Antonio e o pequenino todos os dias chóra por vós E asseitai o Coração mto saudozissimo Desta vossa mer q a vida vos dezeja com mtas fellecides

Franca Candida

PS Torno a dizer que vos não deis com qm cauza de eu estár viúva sem vós e eu estou em caza de ma Mãy vevendo mto Cons-ternada com ésta são trez q vos escrevo sem ter Respósta e aDs aDs aDs


Legenda:

ExpandedUnclearDeletedAddedSupplied


Guardar XMLGuardar selecção atual como TXTVisualização das frases