PT | EN | ES

Menu principal


Powered by TEITOK
© Maarten Janssen, 2014-

PSCR0750

1730. Carta de Isabel Gomes da Veiga para o seu marido, Manuel Soares de Vasconcelos, capitão de quadrilhas.

Autor(es)

Isabel Gomes da Veiga      

Destinatário(s)

Manuel Soares de Vasconcelos                        

Resumo

A autora escreve ao marido após ter sabido que ele publicara banhos para se casar com outra mulher. Pede-lhe que volte para ela.
O script do Java parece estar desligado, ou então houve um erro de comunicação. Ligue o script do Java para mais opções de representação.

Meu Marido Do meu corassão e meu Snor nunqua Cuidei que foçe tão podoroza a fortuna; pa darme não hũa vida morta no descursso de dezoito annos de sua auzençia e companhia; como tão cruel Golpe que nesta ocazião por mim passa com a notiçia que tive dos banhos que vm mandou a esta terra pa se cazar nessa terra donde se acha; que sertamente me fiqua trespaçada Alma; suposto que podera descontar esta Lancada com o gosto das suas notiçias inda na forma Referida; emfim neste ponto se Deus não fora servido manterme os espritos; com a esperança em q sempre me sustentei de o Ver restituido a verdadeira Companhia de ssua mulher; sem duvida; comseguiria vm o seu cazamento com a serteza da minha morte; nesta, ocazião, que se vm cuidara, como eu fis sempre desde q perdi notiçias suas; diligençia de as ter de ssua pessoa; tanto por repetidas cartas; e duas precatorias q mandei; as minas; e ainda aos corais da bahia no lugar chamado pandeiro; domde me sertificarão assistia vm retirado das minas; tivera vmce a serteza; e lhe fora escuzado; a deliberassão de cazarsse o menor descuido, no sseo amor; e menos soube mansillar, e ofender, a honrra com que cazou com vmce; procurando inda comservar essta com a maior pobreza, e nessecides achaques que molher nehũa tem esperimentado;

Ora Meu Sr q Deus foi servido susterme a vida, e dar me notiçias de vmce sirvaçe pello amor do mesmo Sr e pella piedade de ssua Mai sanctissima Vir viver com sua Molher; na terra donde vm Cazou conçiderando; q nem o meu amor lhe meresse, o contrario nem a llei de Deos o primitte; ainda quando nehũ empedimento; tem qua q lho emcontre; porq sigurandolhe q na materia da honrra não tem nada que o desgoste dividas vm as não deixou qua; porque inda Algũa q vm fizeçe nas minas com o cappam Marcos da costa este morto a deis ou douze annos, sem declara declarassão Algũa no seo testamento; de coiza q lhe deva, porq assim o tenho averiguado con serteza;

Eu de prezente me acho assistindo com minha Irmã Branca; e seus filhos na companhia, e fazda do coronel Joâo de Abreu Pra cazado com a Snar Dona Escollastica Frra Cujo sugeito hũa das peçoas mais gravez desta terra; fo do Coronel Balthezar de Abreu Cardouzo q Deus Haja; que vmce mto bem conhesseo; que com a morte deste se descubrio Algũa Rezam de honrra pa mim; que me obrigou agregarme a este Cavalheiro, sigurandolhe que sempre procurei as cazas mais honrradas para ampararme, en suavizar, minha tão dezestrada fortuna pobreza e emfinitas neçeçides: que no q respeita ao meu proçedimento suposto era escuzado Justificarme nelle; reportome a hũa sertidão que vm verâ, de serteza de eu não ser morta; q como seja pasada por pessoa tão grave, e con tantos Respeitos e caprixos, e con rezoins de sangue por fortuna minha não me nessecro mais para meu abono, e honrra;

Ora meu sr da minha Alma, todo o meu bem, uniquo emprego, do meu amor, doeivos das minhas Lagrimas, suspiros saudades affliçois Pobrezas, e proçeso infinito de penas em que me vejo em tão dilatada auzençia vossa; bastem dezoito annos de martirio; vimde viver, como Deus manda, na companhia desta disdixada que apetessçe ver-vos, e emterarse; Lembrandovos dos caprixos com q me estimastes, e as adoraçois com q me estremesso; em querervos, e apetecer a vossa companhia assim espero de paixam de christo snor nosso; por qm vos peço este Bem; e espero brevemente, muito mais Letras que as podeis Remeter por via do mesmo sugeito que mandou qua a delligca dos banhos, Remetidas a Jozeph Carvalho de olivra e pa maior serteza e sigurança; pondelhe soubre capa na carta que me mandares ao coronel João de Abreu Pra como tão conhesido nesta terra me serâ entregue sem descaminho; quanto mais que apeteço e espero sem duvida a vossa pessoa; a qual me gde o Çeo mtos annos annos como quero Rio de Janro 12 de 8bro de 1730 @

Snor Manoel Soares de Vasconsellos De vossa Molher saudoza leaL e amte Izabel Gomes

Esta vay remetida por via do Tente Coronel Dor Jose Tavora e por elle mesmo se quizer escrever o fassa.


Legenda:

ExpandedUnclearDeletedAddedSupplied


Guardar XMLGuardar selecção atual como TXTRepresentação em textoVisualização das frases