PT | EN | ES

Main Menu


Powered by TEITOK
© Maarten Janssen, 2014-

PSCR1590

1727. Carta de Adrião da Silveira Sarmento, sargento da Companhia do Terço, para a sua mãe.

Author(s)

Adrião da Silveira Sarmento      

Addressee(s)

Anónima73                        

Summary

O autor dá notícias suas e dos seus companheiros à mãe, queixa-se de que todos os da sua pátria o esqueceram e menciona os planos para quando regressar do degredo.
Javascript seems to be turned off, or there was a communication error. Turn on Javascript for more display options.

Minha May e sora

Vão estas a procurar noticias de Vm q como p nenhum caminho as posso alcancar p este quero ver se logro esta furtuna q como he o mais q eu dezejo não me fica lugar de apetecer outra couza. eu ao prezte Deos louvado fico bem disposto entendo q p oracoens de Vm pois lhe não posso encarecer as merces q me faz vivo escandilizado dessa terra não haver hua pessoa q se lembre de mỹ com duas regras nas monçoens das Naos q vem desse Estado pois entenda q qm vem pa a India logo morre mas eu digo q não morrem senão pa os seus parentes pois de nenhum mais he lembrado porem todos tem rezão pq todos de mỹ vivião escandelizados. aqui me chegou esta monção passada hũa carta de Jacinto Cordeyro, a qual vinha remetida a Antonio de Almda, em sua auzca a mỹ, e nella procurava hũa enformação, a qual como me achava pa embarcar foime precizo valerme de Fr Manuel o fo do Guerreiro pa negociar, o q elle me pedia, e como este frade agora vai pa essa terra leva negociado o q elle me pedia. pqto Anto de Almda ja tinha falecido. elle mesmo dará mais larga noticia, não deste como dos mais Patricios, q se achão nestes Estados, e como eu agora ande embarcado, q viemos acompanhar a Nao do Reyno em the cento e trinta legoas plo mar dentro não tive mais lugar do q hir a Bordo da Nao do Reino entregar esta, e outras cartas, hũa do calado, e outra de Lo-renço da Cunha ao mesmo religiozo p estes taes andarem embarcados comigo e serem soldados de hũa compa donde sou sargto o Bernardo Gomes logra mui pouca saude cauza mto mole, q não faz nenhum exercicio, q aquelles q o não fazem durão mui pouco duvida, q tbem eu no pro anno do Reino adoeci mto com sarnas, e varias emfermidades depois disso tenho logrado boa saude q mereço a Deos, e asim vou passado como se poem as couzas, a monção passada chegou aqui hum fo de Mel de Macedo la, o tyvy hum pouco de tpo em minha caza porem como fui embarcar qdo vim lhe perguntei p elle ja tinha fugido com outro hua Feitoria Ingleza q esta na Costa de aonde chamão Talicheira q estes taes, aly fogem aseitão paga do mesmo Ingles the acharem monção q os levem pa faleceu Joseph Baupta o fo do Correyo no Hospital tizico esta noticia podem levar a seu Pay, q eu tbem tive outra, q morrido Joseph correia da Portagem, q tivera fora Igual a sua vida q de deixar de morrer tão imcabrestado vivia tanto a redea solta strva exemplo aos seus sequazes Vm mande noticia de Izabel da Conceipção e lhe mande da minha parte mtas mtas saudes q não o eu não lhe escrever, q como não noticia do Estado em q ella se acha rezão q eu não faço não p me ingrato q hera desconhecer o mto de q devedor q em todo tempo confesar lhe sou obrigo a sua fa Franca dará Vm tbem de minha prte hum grde abraço q me não permite o embarque o poderlhe emviar outra couza se estivesse em caza ja tinha decretado, o q lhe havia de remeter porem se não foi nesta monção q o por hera tão seguro será em outra querendo Deos os meus coatro annos, q truxe de degredo estãose acabando elles fimdados hei de fazer meus requerimtos a ver se posso passar a essas partes, q a querer hir fugido mto q o tivera feito porem não quero procurar caminho p onde adesvaneça a opinião em q me considero, e asim me pareçe melhor sollicitalo pellos meyos em q fique bem p todos os caminhos e eu descançado pa a Patria asistir emqto Vm tiver vida e adepois procurarei recurço adonde possa viver mandeme a sua benção q he o q lhe peço, e emcomendeme a Deos, q os favores q elle me faz não me atribuo senão as introducoens de Vm mtas saudes a todos os Parentes em geral e a Bernardo Frco e a seus fos com isto não emfado mais a Vm a qm Deos gude Fragta do Comboyo N Snra da Palma 31 de Janro de 1727

D Vm Filho mto amte e mais obe Adrião da Silvra Sarmto

Legenda:

ExpandedUnclearDeletedAddedSupplied


Download XMLDownload current view as TXTText viewSentence view