PT | EN | ES

Menú principal


Powered by TEITOK
Maarten Janssen, 2014-

CARDS7057

1823. Carta de Francisca Cândida para seu marido António da Rocha dos Santos.

ResumenA autora dá notícias da terra e aconselha o marido a evitar problemas.
Autor(es) Francisca Cândida
Destinatario(s) António da Rocha dos Santos            
Desde Açores, Angra do Heroísmo
Para Portugal, Lisboa
Contexto

Os réus deste processo são António Machado e José Ferreira, acusados de se terem envolvido num roubo de carne. A carta aqui transcrita estava na posse de António Machado.

Soporte uma folha de papel escrita nas duas primeiras faces e com sobrescrito na última.
Archivo Arquivo Nacional da Torre do Tombo
Repository Casa da Suplicação
Fondo Feitos Findos, Processos-Crime
Referencia archivística Letra J, Maço 165, Número 42, Caixa 432, Caderno 1
Folios [15]r-[16]v
Transcripción Ana Rita Guilherme
Revisión principal Rita Marquilhas
Contextualización Ana Rita Guilherme
Normalización Sandra Antunes
Anotación POS Clara Pinto, Catarina Carvalheiro
Fecha de transcipción2007

Javascript seems to be turned off, or there was a communication error. Turn on Javascript for more display options.

Meu querido Marido Angra 18 de Janro E 1823

Muito estimo que estas duas e mal notadas Regras vos achem de saude q he o maior gosto que posso ter q eu com mutas saudes vou vivendoco como Ds servido Por Se me Offerecer portador certo não posso deixár de vos dár noticias mas quanto a vosso Cunhádo não me tem dádo náda- eu ouvi dizer q qdo embarcástes do do Fayál q deitárão hum barco atráz de vos mas foi da vontáde de Ds q se serrou de nevoeiro e q vos não apanhárem e tão-bem ouvi dizer q o Rapáz está prezo no Faiiál e q o Joze está na Terceira escondido para hir pa Lxa peçovos pello amor de Ds q se elle for para Lxa q vos não deis com elle porq no Fayál furtou hum pouco de taboâdo Rodeárão a cáza de soldos fugio pa o Pico chegou ao Pico furtou sinco pessas de pano o q na ocazião se me offeréçe a dizervos Asseitay mtas Vezittas de vosso Sogro e sógra e de vosso Cunhado Antonio e o pequenino todos os dias chóra por vós E asseitai o Coração mto saudozissimo Desta vossa mer q a vida vos dezeja com mtas fellecides

Franca Candida

PS Torno a dizer que vos não deis com qm cauza de eu estár viúva sem vós e eu estou em caza de ma Mãy vevendo mto Cons-ternada com ésta são trez q vos escrevo sem ter Respósta e aDs aDs aDs


Leyenda:

ExpandedUnclearDeletedAddedSupplied


Download XMLDownload textVisualización por frase