PT | EN | ES

Main Menu


Powered by TEITOK
© Maarten Janssen, 2014-

PSCR1722

1725. Carta de Maria Mendes de Abreu, para os filhos Estêvão Soares de Mendonça, homem de negócios, e Duarte Rebelo de Mendonça, tratante.

Author(s)

Maria Mendes de Abreu      

Addressee(s)

Estêvão Soares de Mendonça       Duarte Rebelo de Mendonça                  

Summary

A autora queixa-se da dificuldade que tem sido arranjar uma certidão médica em substituição de uma outra que mandou antes e que se revelou nula.
Javascript seems to be turned off, or there was a communication error. Turn on Javascript for more display options.

Meus Filhos do meu corasão estimarei esta vos ache con prefeita saude e com a mesma achaseis Anto e todos os demais a quem Noso sr de bom suseso asim como todos dezejamos- eu cada ves me acho mais molestada Deos se lenbre de quem pouquo lhe meresse pella carta q te escrevia teo thio vejo o não valler de nada a sertidão do mediquo e como elle dezia o tronasse a chamar fis o coal elle mesmo foi fallar o captam mor entendendo quizesse virme ver pa q com a sua emformasão e sertidão do mediquo a emviar o q respondeo o dito captam mor que elle não podia fazer esa delligensia sem ser mandado e q a outra sertidão fora mal emca-minhada pois avia de ser remetida por comisario pello que me notificou o mediquo escreveo ao carchana em como se acha aqui o captam mor agora veremos se mandara elle q emfrome jnuntamente com a enfermacão do mediquo mas nunqua hira este correio que como he couza que não ha de hir por nossa mão sera coando elles quizerem não vos mollesto mais Deos vos gde como mto quero Penella 7bro 6 de 725

vosa mai q mto vos deza Maria Mendes de abreo

Legenda:

ExpandedUnclearDeletedAddedSupplied


Download XMLDownload current view as TXTSentence viewSyntactic annotation