PT | EN | ES

Main Menu


Powered by TEITOK
© Maarten Janssen, 2014-

PSCR1275

1600. Carta de Francisco de Azevedo para Manuel Pires Landim, confessor das freiras de Santos.

Author(s)

Francisco de Azevedo      

Addressee(s)

Manuel Pires Landim                        

Summary

O autor explica ao destinatário alguns factos sobre o modo como um maço de cartas lhe chegou às mãos e o que fez para lho enviar.
Javascript seems to be turned off, or there was a communication error. Turn on Javascript for more display options.

Satisfazendo ao q me VM ontem encomendou fallei logo com gaspar de mendonça elle foi o q me deu as cartas e quando mas deu disseme q as achara nũa pessoa q por serem para VM, lançara mão por ellas e q herão da India isto me parese q me disse não estando bem lembrado se foi assi, ontem disseme q as achara na portaria de são Dos postas hahy onde se poem as outras e q lendo algũs masos dellas leu este de VM, e tanto q as leu as pediu ao porteiro com tencão de as mandar, e al não disse- Isabel Villela beija muitas vezes as mãos a VM por a sua ametade da consoada e o mesmo faz pellos Reis q nosso sor os de a VM, muito bons milhores e mais sertos dos q lla são os q lhe VM, da, porq nesse acredor q lhe VM medo que se lhe desapareça a estrella e q fique as boas noites, e heu digo q me escreva VM, escrito q lhe eu mostre en como lhos manda pedir e juntamente queixandose de mi pois me tem fallado nelles não lhe res responder cuido q este he o milhor modo nosso sor etts

de cassa oje 24 de dezembro de 1600 annos Frco d azevedo

não vai vinho por não ter vazilha mandarei fazer ho barril então serviremos a VM pois ho vai merecendo da molher não tenho ate agora reposta


Legenda:

ExpandedUnclearDeletedAddedSupplied


Download XMLDownload current view as TXTSentence viewSyntactic annotation