PT | EN | ES

Main Menu


Powered by TEITOK
© Maarten Janssen, 2014-

PSCR1141

1592. Carta de Luís da Veiga e de Constança do Vale para o cunhado e irmão, António do Vale de Vasconcelos.

Author(s)

Luís da Veiga       Constança do Vale

Addressee(s)

António do Vale de Vasconcelos                        

Summary

Os autores enviam notícias da terra.
Javascript seems to be turned off, or there was a communication error. Turn on Javascript for more display options.

sor

na verdade que aimda que muito de vm numqua cuidei que sua auzemsia me custase tamto por omde vm no la fasa de sempre nos mamdar muito largas novas suas porque em estremo folgarei de as ouvir he permitta o sor mãdalonas sempre boas quãto as da terra sam ao prezemte ficarmos de saude aimda que emfadados das couzas que sobre o seu negosio correram finalmente veio huma alsada ha esta villa sobre o cazo de gaspar d ares domes he sairam culpados sete cövẽ a saber Valerio d abreu he seu irmã he vm martym do valle po vas felipe do cazal domde as semtemsas forã estas aimda que falsas valerio d abreu emforcaram no em estatua he cortaramlhe a ao pe do pellourinho he simã moreno saio com baraso he pregam he des annos pera as gales he vm do propio modo ou mais feo mas tudo temha vm muita pasiemsia he pretemda aquirir hũu bom pedaso he per nenhũu modo se bulla sem Requado sor seu pai he pode muito bem ser jumtamente com alguus cervisos que vm deve fazer a el Rei noso sor poder ter Remedio o qual o sor permita darlho felipe do cazal saio com dous annos d afriqa os quais foi comprir per aver Remedio devemdo martim do valle he po vas tambem sairam com outros dous annos he desde que a semtemsa que a mais de hũu anno amdãdo buscãdo Remedio o qual he pusivel por terem partes sor novas da terra sam istar hasym he da maneira que vm a deixou deixamdo os terramotos que esta alcada ouve he em ninguẽ imposeram mais que em sua fazẽda da terra a qual o sor cristovã gomes dara comta a vm na sua diogo dias vilhalobos morto dioguo fra juis de fora d aRomches nos com juis de fora seu pai a tera mui emfermo may com saude eu do propio modo que que me vm deixou aimda que acresemtado em mais hũu filho pello custume per nome cristovã asierã caterinna garsia fiqua nesta terra por vir vizitar a seu pai muito boa aimda que muito saudoza comstamsa do vale he eu lhe pidimos que sem algũu Recado de seu pai se bula porque sera aRiscar a muito he tamto que sera sua vida he nosa omrra comstamsa do valle esteve ao fazer deste he lhe pede a tome vm por sua he nella vay asinnada seus sobrinnhos lhe mãdã muitos Recados he se imcomẽdam em sua bemsã cesamos na de fiquar pedimdo ao sor que pode lhe de o que vm dezeja he todos emos mister d aRaiollos oJe vimte he tres de marco de 92

de seu irmã luis da veiga da molher costãca do valle

Legenda:

ExpandedUnclearDeletedAddedSupplied


Download XMLDownload current view as TXTSentence view