PT | EN | ES

Main Menu


Powered by TEITOK
© Maarten Janssen, 2014-

PSCR1133

[1555-1556]. Carta de autor não identificado para Sebastião de Castro, taberneiro.

Author(s)

Anónimo412      

Addressee(s)

Sebastião de Castro                        

Summary

O autor recomenda ao réu que não confesse culpas,ou que,se as tiver confessado, que lhe conte o que disse.
Javascript seems to be turned off, or there was a communication error. Turn on Javascript for more display options.

Snor

fazeme m q me digais o q pasais ou se tends confesado e o q tends dito pq se não tends confesado nada nan cõfeses senão dize q este feito pendeo amte os coregedores q aqui q não dizes nada q ante os coregedores aves de responder e q visto tends hũa carta dos coregedores de seguro e se tiverds confesado asin mãdai dizer tudo o q temds dito e o q se pasar mãday a carta de seguro q lla tends e a reposta q mãdards meteo o esprito no foro do mante o da camisa ou en cousa q venha seguro q vos a vos pareca q nao no achem nỹgen e lla vay tintero e peceno de papell com q respondais


Legenda:

ExpandedUnclearDeletedAddedSupplied


Download XMLDownload current view as TXTSentence viewSyntactic annotation