PT | EN | ES

Main Menu


Powered by TEITOK
© Maarten Janssen, 2014-

PSCR0642

1737. Carta de Domingas Rodrigues para o seu marido, Luís dos Santos, carpinteiro.

Author(s)

Domingas Rodrigues      

Addressee(s)

Luís dos Santos                        

Summary

A autora critica o marido por não voltar para casa, afirmando que ele terá pouca desculpa. Por isso mesmo, recusa enviar-lhe o linho que ele lhe havia pedido, até porque, segundo sabe, ele tem vivido "limpo e abastado".
Javascript seems to be turned off, or there was a communication error. Turn on Javascript for more display options.

J M J Cercoza 18 de m de 1737

Meu Rico Primo Resebi a Vossa Carta q estimei mto por nella Ver tendes saude Ds Vola aumte pa lhe fazeres mtos servisos e a min mos.

A minha gracas a Ds he boa hesta se aumenta com a esperança de vos ver e o mesmo sor me dilata a Vida e desvia da morte q não chegue pla sua devina mizericordia por talves me querer salvar dandome nesta Vida o meu porgatorio nas penas q padeso por voso Respeito: porq quem tem amor não o perde. e se o perde nunca o teve. fallo pois o meu amor esta sempre numa prepetua sentinella Vendo coando chegais a renderme desta cançada aflicão trabalhos baldados e penas cada ves mais: pois ve-jo os annos se pasão as frotas comtenuão em vir e vos tãobem continuais em me matar: pois nunca chegais: dandome a emtender q tendes perdido o amor a Vossa Patria e parentes tão bos e honrados como tendes pois Vos e nos samos os milhores deste- povo e não temos q resiar de q outrem nos fassa sombra sem embo de saberes tudo isto Vos deixais estar= no descanço dessa negra terra pa min pois tenho reparado q nella nunca tivestes maes q fosse hum assobio q mandares a hũa parenta q tendes de pouca idade pa mim mta pois tinha nasido pouco tempo antes q vos fostes e he a cauza porq de lhe chamar negra terra pa min: se he assim pa vos tirarvos della pois não tendes hum sinal de amor pa os vossos parentes: tiraivos ja della e vinde pa onde nasestes que donde vos conhesem honra vos fazem: e inda me pedis pano de linho não comvem mandallo o achareis qdo Vieres e a rezam de volo não mandar he q como he fiado a saliva da boca não quero se me fasão algũs feitisos pa me matarem: a justificacão q me pedes não vay- porq eu sou molher e não a ei de hir tirar nem tenho qm o fassa podeis tiralla q me dizem ha mtas pesoas q Vos conhesem e o vosso procedimto he a milhor prova da Vossa nobreza: Dizeis vos não declarais comigo por imcovinientes q dahi se seguem: dais a emtender q tendes emganado alguem e q dilatais o vires por algum prejuizo Olhay q Ds não dorme e q tudo e mesmo sor vos emcaminhe pa sua Maior gloria e salvacão da Vossa alma

Emqto ao q me dizeis asserca dos fos mo diserão e ja não fallo nesse particular porq os homes tem lisença do gramturco pa fazerem os emganos mas não o quer Ds e adeveerti que Morem mtos sem Comdição apresadamte e assim vos pesço que vejais como andais porq não sabeis o segredo De Ds por esta Cauza Vesto mora fora dessa terra e q na vossa estaves mais seguro pa a salvação q he o verdadeiro Pedro Vas rexo

tãobem me dizeis q não he estillo o escrever hum home de lla pa saber Dos seus parentes que Ca tem senão em besporas qdo querem Vir pa este Reino: he estillo de Cabo de escoadra he mto mao estillo e não he geral porq sei de mtos q de lla escrevem a qm tem e eu ja me acomodo com o q vos dizeis: o ponto he q vos não falteis em vires logo como me prometeis pa o q fico pedindo a Ds Vos de saude pa não faltares q dezejo mto Vervos nesta terra e deixares de pedires o que vos não he nesesario pois tende adequerido com q compreis pano de linho pa vos alinpares inda q Valle caro tereis o que vos for nesesario Coando Vieres e o não volo mandar alem da rezam sobredita he porq ate de lla me estais logrando pois em tantos annos q estais constame tendes adequerido cabedais e q andais limpo e abastado: e q não nesecitais de . mais q quietação da vossa alma e corpo e como os annos me emsinão em viver acautelada he a cauza de vos dizer q emtendo no q pedis ser materia pa vos tomares instromto de emfado pa não vires: e se me aveis de emganar outra ves deixandovos ficar he escuzado e se tendes esse intento declaraivos e seja logo q quero tratar da minha alma e servir a Ds o mesmo sor vos gde mtos as e ec dia mes e anno Ut supra

Vossa Prima e mto oradora Das Rodrigues

Legenda:

ExpandedUnclearDeletedAddedSupplied


Download XMLDownload current view as TXTSentence view