PT | EN | ES

Main Menu


Powered by TEITOK
© Maarten Janssen, 2014-

PSCR0581

1718. Carta de frei Francisco da Graça para um amigo.

Author(s)

Francisco da Graça      

Addressee(s)

Anónimo429                        

Summary

O autor conta ao destinatário sobre a ajuda monetária de um amigo para a soltura do pai.
Javascript seems to be turned off, or there was a communication error. Turn on Javascript for more display options.

Meu Amigo e meu Sor suposto q Hontem escrevi a Vm por via do sor Pai agora o faco com Resulução milhor porcoanto o sor Anto da fraga se resolve a dar logo duzentos mil reis e q Vm percure coatrocentos q juntos e com este dinheiro q está junto lhe fique a Vm mais fácil o poder achar amigos q lhe facão a fianca e abonacão a favor do sor Pai a fim da sua soltura q esta ha he a principal diligencia em q se deve cuidar pois he certo q prezo lhe não serve de otelidade pa ademenistracão dos seus particulares, e caza; adevertindo a Vm q está Resulucão de Anto da fraga he nacida de dezejo de servir ao sor Pai , e não de cooperação nem empenho de meu Ir q Dor Vigairo geral suposto em tantos apertos q lhe não he facil uzar da sua liberdade e comcorrer pa este negocio com coiza de proveito, e os duzentos mil reis q o Dito fraga se oferece a dar quer fiquem pa por elles se pagar alguãs perdas q nas rendas ouvesse pois elle toma sobre si esa cociedade e averigoação, e com tremos tão generozos se oferece q dis se as perdas a sua parte não alcancarem os duzentos mil reis e destes o sor P lhe fique devendo alguã couza lhe azeitarã o pa-gamto em anno e meyo; e mais se oferece a q avendo alguãs dividas da mesma renda q ainda não estejão vencidas; como são as sanjoaneiras dos quintos q tomará sobre si a cobrança dellas no seu tempo e antecipará logo o dinheiro pa q mais facilmte Vm comsiga a soltura do sor Pai e assim a vista deste primorozo termo se espe do brio de Vm q a troco de trezentos ou coatrocentos mil reis en dinheiro e oitocentos mil reis ou hum conto de reis de fiancas deixe de trabalhar pa conseguir ordem de soltura com a clauzulla de q ca se ajuste o mais assim pello dinheiro q esta junto, como o q se deve juntar e o q dito fraga tem oferecido em q não averá falencia E espero em Vm a não aja sem embargo do mto q ca se duvida o po-dello Vm comseguir, pa q assim fiquem os inimigos com a sua ma vontade, e Vm mostrando os creditos, e o mto q pode nesta cidade fico pa servir essa pessoa q Ds gde oje 11 de Julho

Amigo Fr Francisco da graça

Legenda:

ExpandedUnclearDeletedAddedSupplied


Download XMLDownload textSentence view