PT | EN | ES

Main Menu


Powered by TEITOK
© Maarten Janssen, 2014-

PSCR0563

1758. Carta de Pedro Barboza Pereira, mestre entalhador, para António Correia de Araújo Portugal, entalhador.

Author(s)

Pedro Barboza Pereira      

Addressee(s)

António Correia de Araújo Portugal                        

Summary

O autor dá conselhos ao amigo sobre o seu caso no tribunal, recomendando-lhe que se entregue.
Javascript seems to be turned off, or there was a communication error. Turn on Javascript for more display options.

Snr Cappm-mor

Muito meo Snr chegada a oCazião de dar resposta a vm de hum decreto seo que tempos recebi, estimando a boa saude de vm pa me dar occazioens de lhe dar gostos, ainda que este meo avizo o não seja nem sirva de gosto comtado sempre dar satisfação do que na verde ha socedido vm me recommendava o negco do Anto Corra Portugl que era este o Saber se a mer era viva ou morta, e fazendo varios avizos pa Portugal, nesta Nau de Licensa, q DEos recolheo a bom Salvamto; em 29 de Agosto me chegou a noticia certa d ma caza, escripta por hua filha minha, a qm mandei pedir com empenho dentro na ma carta, e me repete, e afirma q he viva, e q mtas vezes vay a ma caza, e tanto mo afirma q nas costas do mesmo sobreescrito da carta me torna a repetir as palavras em q dis a Felipa de Ouransa he viva, mora no reduto, que he huã praia nova, q se fez dentro na Cide; e Vezinha da ma caza, e vay o mesmo sobreescripto pela mesma letra da da ma filha, sinto na alma que a mizeria dos homens e a facilide, chegue a tanto, como a hum cazo destes, porem eu não torno a culpa em toda ao mesmo, porq aqui correo huma vos, q a da sua mer era falecida, e aqui se disse a Theodozio Machado de Andre donde sahio o principio de tão grande mal, sem que nelle houvesse dollo nem malicia, agora o remedio que tem he ou se hir acuzar ao Santo officio dizendo que por aquelle avizo, fizera a desordem que fez, e quando não queira hir, fasa logo huã reprezentação ao Maranhão ou Pernambuco a qualquer comissro do Sto officio Eccleziastico, fazendolhe por papel huã reprezentação dizendo que fica separado diste tantas legoas dessa e fica naquelle sitio certo a ordem do mesmo Sto officio pa o Castigo, que aquelle Santo Tribunal for servido darlhe, attendendo a que por estar em pecado mortal debacho daquella vos se dezejava salvar, Por receber a essa mer, asim pesso a vm lhe fasa este avizo, e q esta a haja por sua em resposta da que, ou das q me havia escripto e o portador não da lugar a mais q pedir a vm me ocazioens em q lhe obedeça q me ha de achar prompto e se quizer que de fasa a reprezentação ao Sto offo mande o nome dessa mulher e a Freguezia onde foi recebido, e qm o recebeo, ha qto tempo dia mes e anno asignandosse em hua folha de papel aonde haja lugar de fazer a reprezentação, e q não tome isto em pouco porq se o chegarem a pegar mal lhe sucederá, porque qualquer christao em semilhe cazo deve logo denunciar quando saiba que o mesmo se não tem denunciado ao Santo Tribunal, e se o mesmo Snr Corra tivesse Juizo perfeito ou com pouco ou mto por esta ou aquella paragem se havia de hir metter com sua pra mer sem que houvesse rumor pa onde tinha hido, he isto o q verdadeiramte devia fazer mas do mal o menos seja o dinunciarse antes que o Denunciem DEos g a vm ms ans Ba 13 de 7bro de 1758

De vme Mto Certo venor Pedro Barboza Pra


Legenda:

ExpandedUnclearDeletedAddedSupplied


Download XMLDownload current view as TXTSentence view