PT | EN | ES

Main Menu


Powered by TEITOK
© Maarten Janssen, 2014-

PSCR0561

1759. Carta de João Correia de Araújo Santiago para o seu irmão, António Correia de Araújo Portugal, entalhador.

Author(s)

João Correia de Araújo Santiago      

Addressee(s)

António Correia de Araújo Portugal                        

Summary

O autor pede ao irmão que lhe diga o que deve fazer em relação aos negócios, e que lhe envie dinheiro e bois se puder.
Javascript seems to be turned off, or there was a communication error. Turn on Javascript for more display options.

Meu Ir e Snr

Receby huã carta de vm pelo Natal passado, a ql mto estimey, por vèr lograva vmce saude perfeita.

Vejo o que vmce me diz a respeito de Portugal: de propozito fui a Ba, e as novides de as verá vmce na incluza: lhe explico o engano, q vmce teve pa se cazar. Sobindo Diogo de Abreo da Praya a Praça, topouse com Pedro Barboza, e lhe disse o Diogo estas formaes razoens: o magante q está em Prapicurù, ou anda, podesse cazar; porque lhe morreo a molher em Portugal. Entendeo o Barboza, q fallava com vmce, por cauza de lhe ficar vmce devendo, q por isso lhe dava o epỹteto de maganete; porêm elle fallava commigo, qm qm falleceo foy ma companhra; adescendo o Barba por caza de Theodozio Machado, lhe disse, que vmce podia se cazar, q sua mer era morta; e por isso he, que Theodozio Machado foy la a esse ijaquaribe com essa vòz, publica e vm, e mais o Vizor levados da pouca informação se cazou vmce: porêm alto: ao por fazer, conselho; e ao feito, remedio. Vay a carta de Pedro Barba pa vmce por ella vér com se ha de arrumar.

Tãobem vejo vmce mandar-me dizer, q lhe saiba dos seos creditos, q trouxe Mel da Costa: e elles lhe não posso dàr sahida, porque estão em mão do Corregedor, q lhos entregou Mel da Costa, por huã pinhora, q elle fèz nelles, e na Fazda dos campinhos: e querendo pòr a Fazda dos campinhos na Praça, Mel Frra pedio vinte por parte da penhora de Mauricio de Carvalho, estâ na cide correndo pleito sobre isso; a ditta penhora foy feita pelos auztes, pelos bens, q vmce tenha em seo poder do Defunto Mel de bayrros; e ainda, que eu queira dar algum remo a isso, não tenho o Rol dos bens do do Defunto, nem sei delle, q a saber, poderia se segurar quanto bastasse pa pagar o importe dos dos bens, e não fazer huã segurança tamanha, pa tão poucos bens. Os mais, que ficarão pela villa, andão por huãs mezas. Em Jeromuabo, o Rdo Vigro foy o seo herdro, tanto de Boys mansos, como de enchadas, fousses, e finalmte tudo, q vmce deyxou.

me fallou Mel da Costa a respeito do Concerto da Igreja do Jerumuabo: eu lhe disse, q estava prompto, mandando vmce com q a possa concertar; porq se eu fosse abestado de bens, hiria concertalla a ma custa por vmce ser meo Ir, e dezejar servillo: mas como vivo mto alcançado por cauza das mtas doenças, e imfortunios, q tenho tido, o não posso fazer; q bem podera Vmce (ao menos por andarmos ambos em hum ventre) tèr-me ajudado, sem perder nada do seo, como mandar-me huã Boyada, ou huã cavallaria pa eu nella ganhar alguã couza, e mandar-lhe o seo dinhro, q mtos nesta terra tem fiado de mim na mesma forma, qto mais vmce sendo meo Ir.

Eu não vou pessoalmte aos pès de vmce pois jutey com Po Bar hir com a reposta destas, q a vmce remetto pa a Cide: e assim, vmce mande logo reposta, e juntamte o com q se fassa algum dinhro pa se negociar todos estes negocios; e se quizer remetter-me huã Boyada, pa eu nella ganhar alguã couza (pois as tem de Dizimo) lhe saberey agradecer, e se não fassa o que quizer. Mande-me explicar com clareza, o q qr, q eu fassa em todos estes particulares q lhe escrevo; e me mande huã ordem especial, pa eu poder procurar alguã couza, q for seo. Prometti ao por, que leva estas cartas 400U: vmce lhos entregue. Remetta-me a reposta, logo, logo, logo. se me poder arrendar o sitio dos campinhos ao capm Crispim de Montes, e aos Herdros mande-mo a arrendamto por certa conveniencia. O mais fica pa a vista, q pertendo seja depois de vmce me remetter as repostas destas. A saude de vmce hey de estimar seja prospera, q eu a q pessuo està toda dedicada ao serviço de vmce q Ds Gde ms annos Missão da Cannabra aos 3 de Abril de 1759

De vmce Ir mto amte e Cenor João Correa de aro Santiago

vmce me mde o Rol dos Creditos que deo a Mel da Costa


Legenda:

ExpandedUnclearDeletedAddedSupplied


Download XMLDownload current view as TXTSentence view