PT | EN | ES

Main Menu


Powered by TEITOK
© Maarten Janssen, 2014-

PSCR0102

1561. Carta de Fernão Mendes para Lourenço Pires de Távora, embaixador em Roma.

Author(s)

Fernão Mendes      

Addressee(s)

Lourenço Pires de Távora                        

Summary

O autor dá conta de algumas notícias relativas à Índia, avisando que suspeita carecerem de fundamento; comenta ainda a morte da filha dos duques de Ferrara.
Javascript seems to be turned off, or there was a communication error. Turn on Javascript for more display options.

muyto Ilustre sor

a somana pasada escrevi a vs q aquella nova da yndia segũndava nẽ avia della mais q hũa carta de mãçebo. esta somana resebi outa carta do mesmo q mo escrevao de veneza q ha mais cartas e mais q se falla en veneza niso, escrevoo a vs pr o q me daa em hũa carta sua q esta somana recevi q vs diz q aynda q tenha ai novas pr mẽtirosas has escreva e asi o faço a esta posto q a tenho po mẽtirosa dom diogo de sousa arcebpo de braga q aja gloria trazia na corte cryado o qual alẽ de lhe solicitar suas causas tinha cuidado de lhe screver todas as novas q na corte ouvese e mãdavalhe q todas as q se hũa vez dizião lhe escrevese posto q quãdo achava potador pa screver tivese jaa tornado a dizer q erão novas falsas, poq tanbẽ faz advtido e daa aviso sabr as novas falsas q hũa vez se diserão e poq o dco arcebpo era homẽ q se pode allegar, e vs pareçe q apva esta opinião a torno a escrever e çerto se veneza se falla com algũ fũdamẽto o q vs devia mãdar sabr, seria cousa pa lançar as orelhas pr diante, q como vs diz esto podia ser motim de algũs poucos, mas a discordia tera çercada de Imigos pr todas ptes, he muy pnyciosa e ha myster atalhala prestes. de tudo o q mais me pode vir a noticia avisarey a vs aqui se falla ysto nẽ o diz homẽ nenhũ, e eu curo de o preguntar a florẽtins q laa podẽ ter Intelligẽcias pr começar eu a falar cousa tão pjudicial. deixo ysto q spero o sor ds se resolva fumo e dou novas a vs do grãde nojo q estes prïcipes tẽ pr a morte da duquesa de ferara sua fa povre sra de xbj anos morreo de Idropica a cabo de xiij meses q estava sua casa começou a yncharlhe a barriga tpo q cuidarão q enprenhava e a curarão tpo faleçeose, o sor dom luis seu tio foy o q levou a maior pte da lastima prq a foy visitar e nos braços lhe morreo e tornou tão anojado q e grã lastima, todos estão liorne. praza ao sor ds ter a vs muyta vida e o leve con mto bem a sua casa çedo como vs deseja de florẽça 26 d abril de Lxj

Sdor de vs fernã mẽdez

tendo scrita esta carta se rõpeo oje aqui esta ppria nova e vierão ma dizer algũs espanhões. trabalhei pr saber donde tivera origem e dizẽ q o sor dom luis de tolledo a dise q a ouvyra ao duque de ferara donde ora veyo como arryba dise e prq o sor dom luis he ydo a liorne com seu nojo se pode sabr delle o çerto mas vir de ferara ey q não he mais asi q asi prq o q me a mỹ escreveo de veneza o recerverya a ferara ou mãdaria dizer. e lucas de halvizi florẽtim e a grãde trato q sempre estaa veneza e tem ahi casa aberta veyo ora ter aqui esta pascoa ha patria mãdeylhe pregũtar se tẽ dysto algũ aviso e diz q não e q era cousa q vosimilmẽte lhe deverão screv os seus se algũ fundamẽto tivera modo q te agora ysto he mais q zonido o q se faz prr qua ẽtẽdo avisar a vs q me pareçe muy ynportãte saberse tpo prq me lẽbro q vy jaa mãdar em setẽbro caravellas e jẽte ha India sey como lhes sucedeo, e algũ medo de motim seria mal pver de jẽte seto, o luca d alvizi como prudẽte e q sabe as cousas de levãte mto bẽ discorẽdo dise q averia medo a al senão d ẽntregar a armada q estaa a força da India q se esta se ẽtregase seria tudo feito beijo as mãos de vs

sdor de vs fernã mẽdez


Legenda:

ExpandedUnclearDeletedAddedSupplied


Download XMLDownload current view as TXTSentence view