PT | EN | ES

Main Menu


Powered by TEITOK
© Maarten Janssen, 2014-

PS1005

[1760-1770]. Carta de Gertrudes Maria da Conceição para Francisco Pedro Vital.

Author(s)

Gertrudes Maria da Conceição      

Addressee(s)

Francisco Pedro Vital                        

Summary

A autora queixa-se dos boatos sobre si que chegaram aos ouvidos da mãe e descansa o destinatário, atestando a firmeza dos seus sentimentos.
Javascript seems to be turned off, or there was a communication error. Turn on Javascript for more display options.

Meu bem tenho lido os seus escritos q sertamte me serviro de grande mortificacão pelas novidades q emcontrava q não tenha remedio senão tre pasiensia q o gosto q tinha hera estra mais vezes a sua vista q o eu escreverlhe não podem esas snra privar pois eu sou snra da minha vontade pois o meu gosto não sem elas snras dele mas o q simto he falarem em minha mei sem ela ser culpada nem sabedora de nada e couzas de tanta punderacam q tal não ha nem tal pasa pelo semtido q eu saiba como dizerm q se cazara huma mosa da nosa caza tal não ha q depois q minha mei tem caza nuca na sua caza se resebeo nigem isto he respota doutro ascrito Meu bem Agora o q estimo he q ficase sastifeito e comtente com o escrito q eu tembem fique sastifeita com o seu e tudo quanto me manda dizer viva descansado q não sou capas de faltra a tudo q lhe tenho dito o q toca a gente do joaquim não tem q me recomendar q não as he de emfadar mto proq hiso tambem toca o meu brio q elas de min não tem q falar grasas a deos mas não quero nada com elas o domingo eu vou a misa a jezus as outo horas na capela dos treseiros la espere pro min q qm xigra primeiro espere q he de pedir lisensa a minha mei dizendo q vou a miza as xagas ds gde mto ans

Desta que munto lhe quer ha de ser frime te a morte não ha de preder amor por mais desvios q haxa

vendo sair a preta va logo atras dela


Legenda:

ExpandedUnclearDeletedAddedSupplied


Download XMLDownload current view as TXTSentence view