PT | EN | ES

Main Menu


Powered by TEITOK
© Maarten Janssen, 2014-

CARDS9013

1717. Carta de Mariana Teresa para destinatário anónimo.

Author(s)

Mariana Teresa      

Addressee(s)

Anónimo326                        

Summary

Mariana e sua sobrinha denunciam Manuel da Fonseca por fazer curas com o seu sangue.
Javascript seems to be turned off, or there was a communication error. Turn on Javascript for more display options.

mandou Me. de Deos

Quinta fra pasada aos vinte e seis de Agosto fuoi veizitar a sra D Ma Roza Souza, Moradora em a sidade do porto, e em minha compa foi tãobem huã sobrinha minha por nome Anna Ma de Jezus, e a caza desta sobre dita sra estando em la chegou hu homen por nome Mel da fonseca, a coal dise de si mtos prodigios, e maravilhas que tinha resebido da mão de ds, e em como mto não dei mta atensão ao que ele dise por me parecer que aquelas coizas se não dizem publicamte; com que não dei atensão a tudo o que he ouvi, so fis Reparo em ele dizer que devia mto a ds pelo mto que o fizera firme na fe mas que ds que lhe devia a ele mto maes, e tãobem dise que curava mta jente ou tinha curado com seu proprio san-gue sangrandose pa ese efeito, maes dise, que tinha espesial lus de ds pa conheser os interiores das criaturas, a isto que digo se achou prezente a sra D Ma Roza e souza, e a sra sua irmã D Margarida, e a sra D Antonia Frca, e a sra D Margarida de Magalhanis, todas da sidade do pto; e eu, e minha sobrinha da frga de sta Leocadia de travanca do douro Conselho de sãofins, e Bispado de Lamego.

Marianna thereza

contado o que se dis, Jezus prezente Anna Ma de jezus


Legenda:

ExpandedUnclearDeletedAddedSupplied


Download XMLDownload textSentence view