PT | EN | ES

Main Menu


Powered by TEITOK
© Maarten Janssen, 2014-

CARDS8055

1826. Carta anónima para Sebastião de Carvalho, neto do 1º Marquês de Pombal.

Author(s)

José Rodrigues Carroça      

Addressee(s)

Sebastião de Carvalho                        

Summary

O autor pede ao destinatário que interceda a favor da sua libertação, uma vez que o verdadeiro culpado terá confessado o roubo.
Javascript seems to be turned off, or there was a communication error. Turn on Javascript for more display options.

Illmo Exmo Sr Marquez

Aqui me acho entre estes horriveis ferros com a maior inocencia que dar se pode pois nem venial nem mortalmente pequei contra os deveres de honrado Criado que no espaço de tantos annos sempre tenho feito ver e mostrado na Caza de V Exa e perante todos os mais famulos de que se serve a mui Nobre Caza de V Exa Exmo Sr o Joze de Bethencourt muito tem mostrado ser elle unicame o culpado de semte crime e attentado, pois q no dia 2 do corrte mez sahindo elle do segredo, e vindo pr a mma salla onde me acho, aqui tem clarame, e em voz alta ditto à vista de quaze todos os prezos que elle foi o culpado, e agressor de tal delicto e que mais nimguem fizera tal furto senão elle cujos prezos testemas de ouvi-rem dizer isto mmo são as seguintes Joze Joaquim Joaquim Malva Aleixo Joze Aldea Anto Je Martins Manoel Soares João Jacinto Mendes Antonio Duque Manoel Borges A vista pois do exposto veja V Exa se eu devo estar padecendo os rigores de ûma prizão, no meio da innocencia; portanto espero que V Exa seja meu Pay e Protector com o seu mui submisso e fiel Criado de tantos e longos annos, e que espera agora q V Exa o proteja, empenhando-se em me mandar pôr na liberdade, pois que com o seu rôgo logo sem demora sahirei Sou com a mais respeitoza consideração de V Exa Cro mto Obrigdo Joze Rodrigues Carroça


Legenda:

ExpandedUnclearDeletedAddedSupplied


Download XMLDownload current view as TXTSentence view