PT | EN | ES

Main Menu


Powered by TEITOK
© Maarten Janssen, 2014-

CARDS6091

1831. Carta de Maria do Rosário para o marido, António Fernandes, vendedor de mechas.

Author(s)

Maria do Rosário      

Addressee(s)

António Fernandes                        

Summary

A autora diz ao seu marido, preso, que vai pôr-se a caminho para o ir ver.
Javascript seems to be turned off, or there was a communication error. Turn on Javascript for more display options.

Meu Anto do Coração

Pego ou mando escrever pa sucegar o meu Espirito pois tão dezocegado anda despois tu faltares a tua caza hoje 12 dias despois que tu fostes daqui sem saber adonde tu estas agora que me davão a triste noticia q estavas Prezo emgonoro a cauza sem saber qual se foi pr dezordem ou pr falta de algua couza q te pedisse as cortiças; Eu e nosso fo esta-mos dezejando a tua Ca pr mumentos pois bem sabes q não temos outro Esteio, senão tu. Asim q me derão a triste noticia de semelhante couza fiquei Traspedissima sem siria algua deramando mtas Lagrimas lastimando a ma Negra penna e na situasão em q me acho. Agora q tenho Portador pa essa Terra mando esta pa verdadeiramente saber o q hei de fazer ou a qm hei de hir falar pa com efeito sabermos o q avemos de fazer Ahi vai essa carta com esta q de João Mexieiro pois tu o bem conhesses pois este q me deu esta boa notiçia. Eu estou pronta a porme a Camo e deixar o pequeno em alguma pte e hir a tua procura, o mmo tempo hir pedindo hua Ezmolla pr Amor de Deus pelos os Fieis pr te ver e e junttamte ir histo fazer vmce Triste vida disto quero a resposta sem falta algua pois bem sabes q estou em Custos.

Desta tua mer Hoje 25 de Janro d 1831 Ma Rosario

Legenda:

ExpandedUnclearDeletedAddedSupplied


Download XMLDownload current view as TXTSentence view