PT | EN | ES

Main Menu


Powered by TEITOK
© Maarten Janssen, 2014-

CARDS5306

1815. Carta de Manuel José da Costa Alves, negociante, para António da Fonseca Moura, negociante.

Author(s)

Manuel José da Costa Alves      

Addressee(s)

António da Fonseca Moura                        

Summary

O autor fala de negócios relacionados com uma obrigação falsa.
Javascript seems to be turned off, or there was a communication error. Turn on Javascript for more display options.

Snr Antonio da Fonça Moura Porto 18 Agto de 1815

Amigo e Snr Tenho prezente a sua e vejo o seu conteudo e o qto nella me dis em serconstancias tais com que me fala q eu esteja serto que tudo qto eu fis e vy a seu Respto e delle francamte o direi seja contra vm ou delle em primro sei q vm lhe emprestou hua Letra emGleza pa sima de dois contos de Rei o q milhor co constara da obrigação que vm tem feita pr mim em S João da Lus e tambem vm delle Guedes Recebeo ou hũm seu mosso seissentos ou setesentos mil q não sei se diço se fes algum asento pr mil mim no Levro delle Guedes o q isso constara, e depois foi pa Passages e bim Logo dahy a 2 dias foi a S João da Lus outra ves e lhe fis pr mandado delle Guedes outra obrigação de oito contos e quinhentos mil rs q aLi mmo Recebeo de vm a Coazo todo e outro Ja Ja tinha Recebido a huns dias em antes sendo prezente Telles Bernardo França e seu Moço costa q tudo foi feito a Coazo no fin de Junho de 25 pa sima o que vm milhor savera como ha de Coa Constar da obrigação e depois sei que vm pedio os de Lagoaça tres contos e dozentos mil ou hua Couza asim que de tres contos passava que vm ficou de pagar, e o Guedes tirou Logo seissentos e tantos mil rs dos ditos tres contos e tantos mil rs que vm lhe emtregou estes seissertossentos e tantos mil rs pa elle Guedes dar a huns Almocreves e o outro Dro o Lubou elle Guedes pa treis tres a maĩs o Ir pa Burgos que tudo isto o obserbou o seu moço Mendonça a mais hum sordado que elle aqui aLy tinha pr conta delle Guedes isto he o que eu sey o q asima digo o q nisto não pode padecer duvida que eu se tevece mais bagar athe milhor lhe poderia dizer athe em q diaes dias e os qtos sentos prque eu nos Papeis que trouce da França meus não deixo de não ter por La algum apontamto o menos do dia que me apartei de PaLencia do do Guedes bem emtendido elles cosao como não balio nada mais delles pode ser que Ja Lubace camo o que eu abergoarei mas quer tunha te-nha qr não tenha isto he o que na Riaalde sei e foi pasado pr mim q poço informar a vm e dizer seja deente de ou qm for e no emtanto fico sendo

De vm o mais menor Cro M J da Costa Alves

Legenda:

ExpandedUnclearDeletedAddedSupplied


Download XMLDownload current view as TXT