PT | EN | ES

Main Menu


Powered by TEITOK
© Maarten Janssen, 2014-

CARDS5194

Author(s)

Julião Nunes da Silva      

Addressee(s)

José Rodrigues Loureiro                        

Summary

O autor apresenta algumas justificações em resposta a intimidações de que foi alvo.
Javascript seems to be turned off, or there was a communication error. Turn on Javascript for more display options.

Sr Anto Chuço

Eu recebí huma carta sua datada em tres de septembro passado, na qual Vmce me pede, lhe remetta sincoenta mil reis em papel, e agóra recebo outra, em q Vmce me ar-gue da falta de resposta, e pede, lhe mande trinta moedas em papel: porém vou a dizer a Vmce q qdo recebí a primeira, apesar de ter pagamentos a fazer na feira de Vizeu, e querer remir algumas vexações, em q me nessa occasião, sempre lhe remetteria, qdo não fosse toda a conta, ao menos pe della; porém des-confiei, não fosse a sua carta de hum meu Parente, q se acha á muitos tempos nessa Cide, e he meu inimigo declarado, e lembreime, q era gamboina delle pa me vexar, e mto mais desconfi-ei, pr se me assemelhar a letra com a delle: es-te foi o motivo, pr q não respondí logo, agóra vejo a segunda carta, em q Vmce pede trin-ta moedas, e sou a dizer a Vmce q, supposto te-nho bens de raiz, não tenho dinheiros, nem tem vindo emporte de alguns vinhos, q remettí pa a America, e apenas hum pequena porção, q tempos me veio, logo paguei no Porto huma huma divida q ahi tinha e pr cujo crédor estava ameaçado com execução: eu vivo a credito, e pa pagamto de outras dividas, deixa-rei executar alguns bens pelos meus crédores, como he hum q agóra me obriga pr cento e tantas moedas, o q me tem affligido bem; no entanto eu pa o segte correio, remetterei a Vmce dez moedas, e irei continuando com as remessas, q poder, e pa esta primeira remessa hei de fazer toda a diligencia, ainda q cuide de empenhar toda a ma casa, e tambem não he bom ir junto pr algum descaminho, q pode ha-ver, e mmo pelo volume, e sempre queria, q Vmce me fizesse certo, q a letra era sua pa me ti-rar de dúvidas, o q podia, fazer pr algum seu amigo, q me conheça, e q me certifique da sua, no q tambem quero todo o segredo; no entanto não enfado mais a Vmce, a qm desejo saude perfeita, e felicidades etc

Tondella 21 de 8bo de 1823 De Vmce attento, e Cro Jollião Nunes da Sa

Legenda:

ExpandedUnclearDeletedAddedSupplied


Download XMLDownload current view as TXTSentence view