PT | EN | ES

Main Menu


Powered by TEITOK
© Maarten Janssen, 2014-

CARDS5079

1826. Carta de Jacinta Rosa para Maria Antónia.

Author(s)

Jacinta Rosa      

Addressee(s)

Maria Antónia                        

Summary

A autora pede à destinatária que convença a sua prima a retirar a queixa.
Javascript seems to be turned off, or there was a communication error. Turn on Javascript for more display options.

Snra Maria Antonia

Muito ma Sra hei de Estimar q vmse desfrute purfeita saude e felicidades e o mesmo apeteço a toda a sua familia, ma Srã eu lhe vou espor as mas crueis circomstancias, eu vim preza e me aflegi muito e como andava acupada tive hum menino fora de tempo e tenho estado mto duente sobre parto e ainda estou mto prigoza e sem ter com q me possa tratar e o meu homem sem me poder suprir a tudo quanto me he percizo, e como a ma liberdade depende da vontade da sua prima a srã Angelica, apezar de Vmce me não conhecer porem pa valer a huma desgraçada e como sei q a sua bondade he mta me delibero a pedirlhe pela sua saude e pela boa sorte dos seus filhos e pelo aumento de toda a sua familia lhe supelico pelo amor Deus me faça a esmola de pedir a sua Prima pa ella me dar o perdão, e q mo va dar a caza do Escrivão q neu homem o ma may dera o dro q se gastar eu lhe pesso isto pelas dores de Maria santissima, q tanto vmce como a sua Prima me fação esta esmola, vmce em lhe lhe pedir a ella por mim pois no estado em q eu estou e o q aqui se passa visto, e Deos a livre e a toda a sua familia de semelhantes emcomodos e Deos lhe dera o pago de todo o bem q vmce me fizer, e lhe pesso me fasa o favor de me mandar Reposta e eu Confio na sua bondade q vmce se entrecera por huma emfeliz, Com isto não emfado mais sou sua Vra e humilde Criada

Jacinta Roza 8 de Abril de 1826.

Legenda:

ExpandedUnclearDeletedAddedSupplied


Download XMLDownload current view as TXTSentence view