PT | EN | ES

Main Menu


Powered by TEITOK
© Maarten Janssen, 2014-

CARDS5048

[1825]. Carta de José da Silva Coelho, aprendiz de alfaiate, para José Inácio da Cunha Fragoso, prior.

Author(s)

José da Silva Coelho      

Addressee(s)

José Inácio da Cunha Fragoso                        

Summary

José Coelho pede ao patrão, a quem roubou, perdão e auxílio no processo em que é réu.
Javascript seems to be turned off, or there was a communication error. Turn on Javascript for more display options.

Illmo Snr Fr Jo Enaçio

Degnesimo Snr Estimo a Saude de VoSa E de tudo q Respeta a essa Illustre Caza Degnesimo Snr Com o mais porfundo Respeto Me vo prostrar aos seos pés a supliçar o Seguinte; he verdade q Em nada meresso atensao e peadade pello Crime cometido mas por outra parte Se fas precizo Cepor q se cahi em tal sensura fôi sodozido pello creado do Snr Escrevão da cambra porque o meo pensar não hera pa promover semelhante atentado E como criansa E sodozido Rezão por que cahi em tal Sensura; A q Recoro a sua portesão E perdão pello amor de deos Agora Manefesto o q fica na mão do juis de fora de monxique foi hum Relojo'anel de deamantes E a bolsça verde e as mais pesas levo u outro mosso q fogio fogio Pa gebaltar Levo as outras pesas; emquanto o denhero q VoSa mandou dezer q herão 26 moedas o que hera; herão 13 = 7 cujas Forão Repartidas; e asim VoSa Deve atender Com omanedade O ser Criansa E por outra parte Ser Suduzido e q me vejo Em trabalhos Sem ter mais portesoens de que a prevedencia do altisimo E pelo mesmo Snr Rogo a VoSa o seo perdão Como qm Fica Suplicando pello Respeto A VoSa Deste O mais atento Cero

Joze da Sa Coelho etc

Legenda:

ExpandedUnclearDeletedAddedSupplied


Download XMLDownload current view as TXTSentence view