PT | EN | ES

Main Menu


Powered by TEITOK
© Maarten Janssen, 2014-

CARDS3130

[1760-1769]. Carta de Maria, aliás, Maricas, para Gabriel de Mira, padre.

Author(s)

Maria, aliás, Maricas      

Addressee(s)

Gabriel de Mira                        

Summary

A autora, em registo erótico, declara o seu amor e expressa saudades do destinatário; avisa-o para não a ir ver, porque lhe disseram que se fosse à sua terra, seria preso
Javascript seems to be turned off, or there was a communication error. Turn on Javascript for more display options.

Meu Marido todo do meu coração

estimarei que esta te ache com felis saude pois ta dezejo mto pa meu alivio eu fico com bastante molestia pois ja me havia de ter sangrado e prugado se tivese dinheiro espero me mandes algum pelo coreio sem falta pois estou mto mal pois eu ainda não cobrei dinheiro nenhum nem de boloz o nem od o do vinho em estando milhor hei de hir la asima cuidar niso e asim te peso me mandes algum dinheiro pois o não quero pedir a nimgem senão a ti eu não te tenho escrevido como tu querias porque tinha medo que te não fose emtregue agora como tu me dizes que não tem prigo asim o farei mas o que te peso he que se teis alg cartas minhas que as queimes pq as podes perder o coreio me dis que tu lhe diseras que pa este domingo que vinhas com ele o que te peso he que não venhas emthe eu to mandar dizer pq me diseram que se agora ca vieses que te prendião e tu bem saves que eu te não quero ber prezo por não dar gosto aos nosos inimigos he milhor deixar pasar mais algum tempo isto não mo tomes a mal pois bem saves que eu te amo deveras aseita mtas saudades das tuas maminhas que morem por ti e choram e podes estar serto que so sam tuas eu tenho mtas soudades de ti e nunca tenho alegria. senão coando vejo letras tuas toda a noute sonho comtigo nunca me esqueses cuido que sempre estou a brincar com o meu menino quem mo dera ca aseita mtas saudades do teu coninho perninhas olhinhos tudo coanto he meu he so pa ti adeos meu filho adeos meu amor aseita mtos abrasinhos e mtos beiginhos que tos dezejava dar pesoalmte adeos meu menino adeos meu marido. toma pinguinhas toma que ao fazer desta tas dou com bem gosto tu não saves o coanto me custa o não te Ber pois sam muitas as saudades que tas não poso expelicar ca resevi as fitinhas que me mandastes e delas fis estimasão basta ser couza tua pa eu estimar mto logo pus huma ao meu pescoso e dormi com ela abrasadinha como se fose comtigo adeos regalate desta que more por ti

a tua molher gabriela Ma

maminhas tuas


Legenda:

ExpandedUnclearDeletedAddedSupplied


Download XMLDownload current view as TXT