PT | EN | ES

Main Menu


Powered by TEITOK
© Maarten Janssen, 2014-

CARDS3126

1642. Carta de António Mascarenhas para Cristóvão Leitão de Abreu, ouvidor-geral.

Author(s)

António Mascarenhas      

Addressee(s)

Cristóvão Leitão de Abreu                        

Summary

O autor solidariza-se para com o destinatário e concorda com as suas observações, transmitidas em cartas anteriores.
Javascript seems to be turned off, or there was a communication error. Turn on Javascript for more display options.

Chegou o portador e Criado de Vm com os dois esCritos fiqua aComodado E no q for Em min não lhe faLtarei:, fasil me he de Crer de hu frade q não tem mais de sello q o abitto yrse atras de seus apetites tão mal EntemSeonados coanto Vm o demostra Epor seu EsCritto tãobem não ponho duvida a ser lhe adjunto joão de sa porq como em natureza combina com o outro E ainda podera mto bem ser q em Costumes não era rezão lhe faltasse de joão gomes de Lemos me Espanto porq o tinha em melhor predicamto dos tres mas como he falto de Algũas Aduellas podia faselmte Vir no q não era bem Viese tãobem Vejo a Vm Estar estemuLado de Andre furtado por quem se pode dizer tem dois Libra nos Domine comvem a saber deles de fidalgo de Entre ambas as sellas E o outro E o outro debaixo de semplesidade maldade folgo tenha Vm Anto d amaral Em difiremte comseitto de qualquer desses fidalgos Eu Estou Em q lhe fas mta ventagem E q he amigo de seus amigos E fio delle não falara Em servir a Vm Em tudo pois sabe a vontade q Eu tenho tãobem de o fazer E Como debaixo do q digo não aja outra couza Esteja Vm sertto q Eu e lle obraremos Em seu servico a quem Ds gde etc 10 de fevereiro 642 a Anto Mas


Legenda:

ExpandedUnclearDeletedAddedSupplied


Download XMLDownload current view as TXTSentence viewSyntactic annotation