PT | EN | ES

Main Menu


Powered by TEITOK
© Maarten Janssen, 2014-

CARDS3119

1642. Carta de Cristóvão Leitão de Abreu, ouvidor-geral, para [António de Faria Machado], conselheiro do Vice-Rei da Índia.

Author(s)

Cristóvão Leitão de Abreu      

Addressee(s)

António de Faria Machado                        

Summary

O autor pede ao destinatário que tenha em atenção a possibilidade de lhe ser feita uma emboscada para o matarem.
Javascript seems to be turned off, or there was a communication error. Turn on Javascript for more display options.

Não tenho tempo nem luguar pa faser esta como me he nesesario porq se me tem prohibido escrever nem mandar recado nem recebelo como se fora dentro do casere do sto offo e so a mi se me fasem estes apertos sendo o Custume em contrario com todos os presos desta Caza. Em o mto Rdo Bpo e seu compro o mto Rdo Pe frei frco chegando a Ceilão logo no mesmo instante se me tornou a deitar o mesmo macho q em Columbo me deitarão e logo me embarcarão sem dro nem Cousa algũa pa meu sustento em chegando a esta barra q foi o pro deste in eodem instanti me foi buscar o mro do Bpo e hum clerigo e me trouxerão ainda mal vestido por me não darem tempo pa o faser e me desembarcarão no Cais do Bpo Com toda a publicidade e me diserão q assi o ordenava o sr Bpo meterãome no aljube donde mandei recado a hum miguel freire familiar q desia elle ter ordem pa se entreguar de mi respondeume q logo me veria ver não veio no outro dia nem em todos estes 20 dias me vio respondeo o mesmo e não veio mandoume diser q a ordem q tinha hera em caso q não Viesse o Bpo mas que visto Vir fisese eu conta q por sua ordem avia Eu de ir e estar mandou dar ao aljubeiro 3 tangas pa cada dia ate des dias. Soube eu Como este homem he o mais particular e intimo amigo do Pe frei frco e do Bpo de todos os deste Povo e tanto q so em sua casa lhe fasem de Comer e assi me não cansey com elle mais. foi hum prelado Relegiozo, e Vertuozo a pedir Lca ao Bpo pa me vir Confesar ou Concolar e ver me não lha quis dar na mesma hora em q desembarquei me Vierão buscar Luis Afonso Coutinho, e fco de britto d almeida não os deixarão falarme o mesmo q quiserão faser os mais dos Cidadaos e casados Como mel pra da moita e mel neto e frco de macedo e o captam da fortalesa Anto da Cunha de Castro e Anto de oliveira e Vierão todos e de mto boa vontade por ser ja mto notoria a falsidade com q me Culparão em Ceilão q se tem por cousa avriguada e sabida mas como o Bpo pos excomunhão q ninguem de qualquer calidade me escrevese nem mandasse recado nem o recebese parou tudo so se teve cudado de mandar ver todos os dias duas veses os machos. Requeri q me mandasem em Navio Chatim pello mesmo caso ordenou Miguel freire q fosse d armada pa ir misturando com soldadesca e queira Ds não me metão com Luis de macedo pedi dro pa hum mes de Viagem pa mandar faser matalotagem não me quis dar miguel freire mais q desoito xes pa ella e de mto ma vontade como se dera do seu não me quis deferir a mudarme os machos em outros mais humanos nẽ a me dar mais dro porq dis q assi lho ordenarão Vms disemme q me querem embarcar com toda a matinada e publisidade e q pa isto tem dado recado ao ouvidor torto q me de guarda com todas as justicas eclesiasticas e seculares e ainda gente de gerra Ds seja com tudo Louvado não vi nunca este estilo sera mto visto O Bpo vai a essa Cidade e desem q o obrigua a ir o Pe frei frco pa acreditar e abonar e justificar minha prisão torno a deser q seja Ds com tudo Louvado tudo merecem os q são tolos q querem faser justica na India mas confio em Jeso christo nosso snor e na virgem Ma sua santissima mai q nesse tribunal não hão de valer respeitos humanos mais q a justica essa quero andão tirando certidois das palavras q aqui diguo parece q não achão mto fundo nas mais falsidades. Snor o principal intento pa que faco estas regras he pa diser a vm que temo mto e com mtos fundamtos mataremme na Viagem deitaremme no mar estando durmindo ou daremme peconha em ambas as cousas vou bem advertido e requeiro a Vms da Pe de Justica divina q se eu morrer na Viagem facão as deligensias nesesarias para saber a causa de minha morte porq foi tão mofino q não pude nunca sair do poder de meus inimigos, e não lhe pareca a vm que he isto demasiado receo nẽ mal fundado temor q tenho mtas resois pa isso q La direi levando me Ds tudo o q tenho escrito a vm sei q lhe forão dados tudo o q diguo de minha inocẽsia he mta verdade posto q me não Lembro de tudo q confeso estou perturbado do entendimto q foi grande e não esperava nem imaginava esta queda Ds gde a vm

Cochim 20 de 10bro 642 Dtor Christovão Ltam de abreu injustamte desgracado mais q todos os vivẽtes

Legenda:

ExpandedUnclearDeletedAddedSupplied


Download XMLDownload current view as TXTSentence view