PT | EN | ES

Main Menu


Powered by TEITOK
© Maarten Janssen, 2014-

CARDS3116

1642. Carta de Cristóvão Leitão de Abreu, ouvidor-geral, para [António de Faria Machado], conselheiro do Vice-Rei da Índia.

Author(s)

Cristóvão Leitão de Abreu      

Addressee(s)

António de Faria Machado                        

Summary

O autor conta a um seu superior as relações de inimizade que tem com o vigário-geral de Colombo.
Javascript seems to be turned off, or there was a communication error. Turn on Javascript for more display options.

Pellos papeis que com este vão ficará Vm inteirado de tudo o que me tem suçedido e tambem do que me pode vir a suçeder pera o que não tenho que advirtir nem recomendar faço Justiça não tomo nada a nimguem estou sem real bemquisto do Povo e bem aceito a Dom Phellippe e se asim o estiver do Conde V Rey e de Vm nihil amplius optat este Diabo de frei Francisco de foncequa forã lhe meter na cabeça que Eu lhe queria prender e aCoutar hũa sua mançeba que por Eu ser amigo do geral e elle seu inimiguo capital façilmente Creo que avia de fazer com o que Creçeo tanto em hodio e paixão que ordenou comjuração contra com João de ssâ e os mottas e outros soldados no que o captam geral fes o que devia a ministro verdadeiro e selozo sirvace Vm por me fazer merce passar pollos olhos estas papelladas que são Verdadeiras Deime vossa Licença que me queixe de meu grande amigo o senhor Antonio de faria machado me não responder a coatro Cartas e aver sette mezes que me não escreve avendo tantas ocaziões se he pellas novas privancas que com novo Rey Justamente estâ mereçendo Lograr folgo eu muito mas Lembrelhe Vm que tambem seu criado christovão Leitão sendo favoreçido na privança se humilhava a seus pes como sempre farâ; o sobrinho de Bento de saâ se descompos com o Juis ordinario sobre o que vigarão as bofetadas mas como o Juis hera mais Vallente não ficou o ssaâ de milhor partido; Deos me livre de meus inimigos que bem contra minha Vontade tenho os deste povo; a esta bahia cheguarão oito naos oLandezas e tão perto que parecia quererem desembarcar com o que deitei a varinha a hum canto e tomei hum arcabus vestindome de galla me offereci ao capitão geral e lhe pedi e requeri me ocupaçe em o lugar de mayor perigo e neçecidade deume o da ronda e hTomando hum coarto pera ssy e outro pera em o que me desvelei com tanto Cuidado que adoeçi porque mais me Me aplica a inclinação aos exercicios belicos que aos literaes nos quais se desvella o capitam geral com grande ansia padeçendo intoleravel trabalho por querer aCudir a tudo; e o Bispo frei miguel Rangel estâ muito seu desafeiçoado porque lhe não Communica todos os negocios de guerra em que o frade se quer mostrar grande satrapa sendo Verdade que nenhũa couza entende do governo della como tambem no da pax porque Verdadeiramente o pobre velho estâ tonto e deCrepito e morre por ser tido por santto tendo por companheiro o mesmo Demonio que he o seu Vigario geral de Cujas opiniõis E vontade se não atreve o mizeravel velho a apartar néc ab operatione intelleebis que he a causa dos abismos em que cada dia ca he a Jafanapatão tem socorrido o Captam geral com toda a prevenção gente que lhe foi possivel não perdendo tempo como fas em tudo e afirmo a Vm que pareçe homem incançavel; Dom Antonio mascarenhas he o mais pratico homẽ que numca esta Iilha devia ter na guerra dos chimgallas de que tem grande Conhecimento e he tão temido entre elles que ouvirem nomear viran as costas como aConteçeo proximamente em hũa entrada que fes em que cativou gram cantidade E se ouve fidalgua e valerosamente e he lastima ver que se não paguem bons serviços Vm me escreva E se tenho cartas do Reino mas mande que com o Vm não ter feito me tem tirado dez annos de vida a qual Eu dezejo a Vm muy larga e com grandes prosperidades como sou obriguado advirto a Vm que os padres da companhia me não são muito afeiçoados porque lhe não quis passar huas justificacõis contra a fasenda d el Rey e tambem porque são Inimigoz do capitam Geral porque lhe não deixa Comer toda esta hilha em a qual querem ser Reis E Senhores absolutos de que Deos nos livre e Guarde a Vm este maço de Cartas vay entregue por segunda via a Luis goncalves de souza pera que de sua propria mão a entregue a Vm

Columbo Vinte de fevereiro 642 de Vm Christovão Leitam de avreu

Legenda:

ExpandedUnclearDeletedAddedSupplied


Download XMLDownload current view as TXTSentence view