PT | EN | ES

Main Menu


Powered by TEITOK
© Maarten Janssen, 2014-

CARDS3114

[1748-1752]. Carta de Soror Isabel, religiosa, para o tio Nuno da Silva Teles, padre.

Author(s)

Soror Isabel      

Addressee(s)

Nuno da Silva Teles                        

Summary

A sobrinha, religiosa, escreve ao tio, padre ligado ao Tribunal da Inquisição, a pedir notícias e a contar os ataques sofridos pelas religiosas do mosteiro onde reside.
Javascript seems to be turned off, or there was a communication error. Turn on Javascript for more display options.

L S o SS Sacramto Meu Tio e Sor do meu C

mil tempos q não tenho noticias de VSa e as deza com ancia o meu amor digame VSa Como paça q dezo seja mto bem as sobras todas querem a benção de VSa e se lhe recomendão afectuozas; e a me Pssa e toda a mais comunide q todas se confeção a VSa mto obrigadas; Nos vamos curtindo, o nosso cruelissimo martirio; q me parece q esta gente está cada vez mais hinumana; porq as crueldades são tam tais q parece ficarão coraçadõens de pedra; hontem cheguei a ter pençamtos de pedir a VSa chegace a este Convto pa com os seus olhos ver Maglna nossa prima q tinha o rostro todo pingado de Lacre; e a cabeça; e 3 feitiços feitos em coraçõens e triangolos pregados na façe testa e alto da cabeça; tam grdes como a pálma de hũa mão, e mayores com mtos pingos de Lacre e Sera pa sigurar milhor; com mto sangue; isto se tirou a força de preceitos porem ficou com o rostro cheyo de impolas; e queimaduras todo ferido; parecia hũa Imagem de Xpto crucificado; isto lhe fizerão na noite de 2a pa 3a duas molheres diz q chamadas Pascoa e Urçula q entrandolhe na Cela, ou arebatandoa por hũm braço qdo hya pa ella; lhe atarão as mãos; e fazendo estes feitios; e outras mil indecencias; lhe deicharão coto de vella; e outro de Lacre q sobejou sobre a Cama e se forão dizendo; vamos agora a outra jornada; diz q esta hũa alta, e bem parecida não gorda; mas tambem não mto magra; e tinha o cabelo atado com hũa fita amarela; a outra era mais mais baicha e groça; esta parece ser a Pascoa; porq outras freiras q virão esta Urçula dizem o mesmo q he alta moça, e bem parecida; esta Urçula anda insolente; parece Demo muy parecida a Ma Thereza; gavace de q nunca a hão de achar ella tem feito couzas a varias religas não de martirios; mas outras couzas; q grde milagre de N Pe não fazer grde ruina nestas pobres creaturas; isto meu Tio de mim pa VSa pa q VSa veja os perigos em q estão as nossas almas se o N Pe nos não ajudára; nesta mesma noyte e dia estavão outras dũas freiras; da mesma sorte q Maglna tambem pingadas; não o do de lacre; e de sera; mas com outras milhares de couzas; e circumstancias pasmozas; e não estas 3 martirizadas, mas outras mtas religas sentem os effos destas vizitas em sendo; e anda fora estas q digo outra de novo mto trigueira; e grosseirona; q parece peçoa de may baicha sorte; neste dia de 3a fra q digo; como era dia sto foy dia de vir mais gente à Igra e hindo ouvir missa hũa freira destas 3. q estavão pingadas e pregadas de alfenetes; chegandoce a grade; olhou pa sima hũa molher mto tempo; e logo á freira lhe derão tais dores de cabeça, e embaraço nella q cahyo toda perturbada, e qdo tornou a si; disse; esta molher sertamte a q eu vi esta noite; e me poz o feitiço na Cabeça; por estas e outras mtas couzas temos por serto q da pampulha são algũas das q aqui vem; da Urçula nos dava Ma Thereza mta noticia q era mto do seu seyo; q mto a dezejava ella q era mto sua amiga; mas aqui na pampulha dizem q tambem hũa Urçula; qual destas seja; não sabemos; mto tempo apareci-ão estas molheres; mas as cabeças não se vião; agora ja claramte as vem, e conhecem plos rostros; eu creyo q N Pe querer manifestalas pa se prenderem qra Ds q a veuva de Lacre ja o esteja; mas o Lacre não tem tido emmenda seja o Sr Bemdito pa sempre por tudo o q permite; Hellena são couzas raras, as q lhe socedem; mas cala tudo; eu lhe disse escrevesse a VSa ella pla sua mão; e lhe comunicasse tudo; porq podia soceder; q por ahy se tiracem algũas noticias mais claras; e eu mais dera a VSa se não fora o receyo de emfadalo; q sempre faço estes escritos com Reparo, por este respto perdoime VSa ser tam proluxa; e Lanceme a sua benção permitindome o gosto de o servir

Ds gde a VSa ms as Sacramto 4a fra Sobra e Serva de VSa mto amte S Izabel

outras mtas peçoas dizem virão esta molher olhar de fito pa a grade; outra conheceo a Urçula na Igra pla ver dentro tam repetidas vezes; e Anto de Araujo o nosso vizinho q não sabe o q socede mas fala sempre nestas molheres; diz q está hũa Urçula q veyo de fora; mas asiste neste bairro q fina feiticeira; hoje 6a fra em q esta vay amanheceo hũa freira com o rostro todo queimado; façes testa nariz boca; toda está em carne viva; e os pulços onde lhe pegarão queimados e cheyos de impolas; e outras mais padecerão esta noite seus tormtos dados por Urcula e as q não as virão ouvirão plo Dormitorio paseyos vozes, e outras couzas, eu bemdito seja smo Patriarcha por favor especial seu; nada vejo nem ouço; nem o sons me tirão ao mesmo tempo em q todas não dormem de sustos e plo q ouvem; meu Tio da m alma; façamos deliga por esta Urçula q me parece VSa nola esta mostrando pa q a prendão


Legenda:

ExpandedUnclearDeletedAddedSupplied


Download XMLDownload current view as TXTSentence view