PT | EN | ES

Main Menu


Powered by TEITOK
© Maarten Janssen, 2014-

CARDS3050

1753. Carta não autógrafa de Rosa Maria Egipcíaca, escrava forra, a Pedro Rodrigues Arvelos, lavrador.

Author(s)

Rosa Maria Egipcíaca      

Addressee(s)

Pedro Rodrigues Arvelos                        

Summary

Rosa Maria Egipcíaca escreve a Pedro Rodrigues Arvelos a falar-lhe de assuntos devotos e religiosos, pedindo também notícias.
Javascript seems to be turned off, or there was a communication error. Turn on Javascript for more display options.

Rio de Janro em 3i de Janro de i753 a Meu mto querido Snr Po Roiz Arvellos

Estimarei, q estas limitadas Regras achem a vmce com perfeita saude em compa de minha Snra Ma Thereza de Jezus, e das mas Snras mossas, e de toda a Compa dessa nobre Caza. A minha ao prezte he bóa com aquella saude, q vmce poderá saber, mas asim mesmo offereço ao servisso de Ds, e de vmce; dezejando, q seja vmce asistido, e todos os mais Snres dessa caza do snr Divino Menino Jezus da Porciunculla, e de sua May sanctissima das Brotas, e da snra sta Anna, e de toda a Sagrada Famillia, pa q os augmente na , esperança e charidade. Remeti a vmce hũas feitas por minha letra, e outra ao meu Pe João frra; e outra de meu Pe fr Agostinho pa meu snr Pe Franco Glz Lopes, não sei se vmces serião ja entregues, e se ja forão, particullarmte a q se mandou a meu Pe, digalhe q leia com atenção, e observe o q nella dis pelo amor de Ds; porq sei q he proveito pa a sua alma: porq eu quero q vmce e elle e toda a caza se lembrem das couzas, q são emportantes e convenientes pa a alma. Dou a vmce noticia, por não faltão doenças, e mortes, por isso quero q nos lembremos della com sedo, e não abrão os olhos pa o corpo, abrão tambem os da alma pa o espiritual, mto particularmte ao meu Pe Franco, q lho mando eu dizer. Agora dou noticia da nossa obra, está no tear, q a costureira, q a quer fazer com todos os ornamtos e insigneas do snr, porq qd se quer dar hũa couza a hũa creatura da terra, cuidasse mto no bom, e milhor qdo isto he pa as creaturas, q fará pa hum Ds q nos criou e nos Redemio, eu Com ajuda, e favor do mesmo snr q a costureira a faça com aquella devoção, q Ds lhe ditar no seu espirito, ella disseme q despois de feita, qm a vir ha de avaliar Em sinco doblas de feitio, não mando dizer isto pa q vmce dispenda a paga; mas, sim pa q vmce saiba a grandeza com q se fas, o mesmo snr Remonerará a vmce como author q deu principio a obra: porq nunca deixou de pagar, nem jámais deixará de corresponder á fineza com q vmce trata couza q he sua; mandei noticia do successo q houve e não sejão vmces tão esquecidos de mim, pois ainda me alembro do q vmce na sua me dis, he q eu escrevisse amiudo, e essa miudeza q vmce de mim quer, eu tambem a quero de vmce, e de toda essa nobre caza, pois tanto tempo não vejo de carta, nem pessoa nenhuma; pareceme a meu ver, q vmces estão esquecidos de mim, parece q he certo aquelle ditado q qm não apparece, esquece, eu por vmces posso dizer isso, e vmces por mim não porq trago a lembrança de vmces tão viva q não ha hora, nem instante nas minhas fracas oraçõens e limitadas obras, q de vmces me não lembre, se eu andara tanto, como o meu pensamto anda, sempre estaria junto com vmces, isto q o meu corpo não pode fazer, supre o meu pensamto com a graça de Ds, e da Virgem Ma, eu bem sei q vmce dirá: nós temos mais q fazer, estamos occupados com as nossas obras, e governo das nossas cazas, eu tãobem pudera dizer asim, q estou debaixo dos pés de todos os infernos: mas logo com a graça de Ds logo me lembro e offereço tudo pela tenção dos moradores dessa nobre caza e de todos os escolhidos, pelo augmto da , e alegria, e prazeres seus, e asim veja vmce se tenho razão, ou não pa me queixar dos esquecimtos, e mto, e mto particularmte de meu Pe Franco Glz Lopes, pois sei na verde, q Ds me deu, e ma-is vmces tambem e agora como não me hei de queixar, ver hũa couza, q Ds me deu, estar esquecida de mim: mas disse asima, q se lembrassem primro de si, e despois de mim: porq esse esquecimto me fas ficar desconsolada, todas as obras de Ds pedem testemunha; por isso eu tambem quero q vmce de lembrança das suas obras, vendo q vmces se lembrão de mim, fico consolada, q a pás, e a união do snr anda entre vmces, e asim não tenho mais q pedir, q isto o q respeita a minha pobreza, vou andando comtente com ella na meditação q meu snr e minha snra sendo ricos, forão pobres, e eu tãobem espero nelles pelos merecimtos da sua sagrada payxão, e morte imitando o em tudo, e alegrandome com tudo, com os trabalhos me alegro, com a pobreza me alegro, com os tromtos me alegro, e asim no meu ver sou tão rica: porq nada me falta: porq qto mais neccessi-tada antão estou mais rica, qdo estou mais atromentada estou mais favorecida, antão ja posso-me gavar com aju-da da sua divina mizericordia: escolheo pa mim hum religiozo no convto de S Anto q não tenho lingua com q esplicar o amor com q me ama: porq reparte comigo tanto da riqueza espiritual, e temporal, q nada me falta, basta se houver des dias de festa continuos, em comparação, todos des hei de frequentar o divino sacramto, veja vmce antão q riqueza he esta minha sendo eu hũa creatura fragil, em tudo pobre, em tudo vil, q na verde me confundo ver estas grandezas, sempre as suas obras dezejou sempre mostrar com as pessoas mais pequenas pa confuzão dos maiores, e asim espero na sua divina mizericordia q asim Ha de succeder, pa vmce, e os mais bemfeitores se alegrarem bem sabe vmce q a arvore sanctissima da Crus, foi hũa arvore q a Omnipotencia de Ds creou, bruta, sem verdade, pezada tosca: mas nella se vio despois de creada o Unigenito do Padre Eterno pendente nella, pa consumar a emportante obra do nosso resgate, por isso não se admire vmce de eu ser bruta, sem verdade, nem procedimto, ver grande peccadora, antão me alegro q este snr fes mtas mces a mto grandes peccadores, lembrome de S Pedro q o negou tres vezes, lembrome de S Paulo q preseguio a sua christandade, lembrome de S Agostinho q fes mtos livros contra a Sanctissima Trinde, lembrome de Sta Ma Magdalena q foy mto grande peccadora lembrome de Sta Ma Egyciaca, q foi hũa mulher lasciva, e estes todos com auxillio da sua graça e com os rogos, e imtercessão de Ma Sanctissima da Piede, levantarão se todos a Igreja hoje está rezando delles, não digo isto, pa q eu chegue a esses pontos; porq não pode ser, digo sim confiada nos seus divinos favores, hum verdadro pezame; logo o snr tem mizericordia delle: porq a sua gloria accidental, he huma gloria q elle estima sobre a gloria esensial de hum peccador arependido: pezame de vos ter offendido, e não tornar mais e eu espero com ajuda delle, e de sua May Sanctissima q esta palavra hei de dizella do intimo do coração, não so hũa ves; mas mtas vezes Ds gde a vmces ms anns minhas lembrcas ao snr Anto Alvz Maciel, digalhe, q qdo delle me lembro q me crescem hũas taes saudes, q não sei porq, mas lembrcas ao snr Anto Tavares, e a toda a caza, mtas saudes a ma snra, e as mas snras mossas e ao Pe João frra

De vmce escrava mto obediente q lhe quer e ama, Roza Ma Egyciaca da vera crus

Legenda:

ExpandedUnclearDeletedAddedSupplied


Download XMLDownload current view as TXT