PT | EN | ES

Main Menu


Powered by TEITOK
© Maarten Janssen, 2014-

CARDS2093

[1759-1763]. Carta de Maria Jacinta dos Anjos para Maria Teresa de Jesus, sua mãe.

Author(s)

Maria Jacinta dos Anjos      

Addressee(s)

Maria Teresa de Jesus                        

Summary

Maria Jacinta dos Anjos envia notícias a sua mãe, por intermédio de seu tio, e confessa-se rebelde e desobediente.
Javascript seems to be turned off, or there was a communication error. Turn on Javascript for more display options.

J M J

Minha May e snra mto do meo Corasão estimarei q estas limitadas regras achem a vmces asestidos de perfeita saude em compa de mas Irmans e Irmaos e de toda a caza pa q se seirvão da ma q ao prezte he boa seja Ds louvado por taõ grande esmola q me fas não sendo eu digina nem meresedora mais sim por sua infinita piedade e mizericordia q tem com esta tão ingrata e rebelde creatura pois se eu ja estivera de todo rendida ao snr ele não estivera ta agravado e queixozo como esta.

Minha May e snra Reçebi a carta q vmce me mandou a coal estimei mto por saber da boa s saude de vmces e tãobem ca falei com meu tio com lisensa de meu Pe e de ma may e mestra os coais por sua grande bondade e amor q nos tem francamte nos consederão a lisensa e soubemos o como vmces pasão com os seos trabalhos o snr queira dar a vmces aquele descanso eterno q so com os trabalhos se ganha tão eterno descanso vejo o q vmces me dizem a respeito de ser homilde e obediente pois eu nenm geito de o ser tenho pois q toda a ma vida fui suberba desobidiente e rebelde pois q a ma mizeria foi tão grande e he q de ter isto fazia grande garbo paresendome q hera rica prenda o snr permita q de hoje em diente nunca mais seigixa tão imfernais prendas pois q so lusifer as pode dar o snr me queira por intersesão de ma may e mestra fazerme a mim e a todas as mas Irmans suas verdadeiras filhas pois q as suas verdadeiras filhas são aquelas q o seguem pelo caminho da obediensia e homildade e abati e abatimto reconhesendose por grandes pecadoras e por indignas de todo o bem e so meresedoras de todo o mal e eu como nem sinal tenho de nada disto ainda não sou sua filha nem sei coando o serei pela ma grande soberba e desobediensia e asim peso a vmces q se compadesão da ma tão grande mizeria e pobreza q pesão ao snr q me fasa verdadeeira filha sua pois nem geito de o ser tenho e tãobem peso a vmces pelo amor de Ds q me deitem a sua bemsão meu Pay q esta haja por sua porq agora não poso escrever porq meu tio não nos deo mais tempo senão hum dia por esmola porq ele partia hoje e como nos não tinhamos escrevido nos deu antão hoje pa escrevermos pa partir aminham q he sabado e ele ca nos deo huas couzinhas as coais não sei se foi pelo amor de Ds ou pa vmces os pagar pois ele não nos dise nada ele la dira a vmces o q foi pois ainda o não temos na mão e ele nos mostrou mto agrado e amor o coal o snr lhe a de pagar aseite vmces mtas e mtas saudades de ma may e de meo Pe pois esta mto doente e ja a bastantes dias mais asim mesmo sempre nos tratando com mto amor e nos taobem nos recommendamos mto saudozas e taobem aseitem vmces mtas saudades de todas as mas Irmans em par ma avo e a Irmam Maria Anta e a ma companheira Irmam pascoa q meo Pay bem a conhese e de ma madre regente e mtas saudades a todos de caza e eu não tenho nada q mandar a vmces e com isto não emfado mais a vmces a Qm Ds Gde ms ans

De vmce a mais rebelde Fa Maria Jaçta dos Anjos

Legenda:

ExpandedUnclearDeletedAddedSupplied


Download XMLDownload current view as TXTSentence viewSyntactic annotationManuscript line view