PT | EN | ES

Main Menu


Powered by TEITOK
© Maarten Janssen, 2014-

CARDS2021

1725. Carta de Francisco Gonçalves Machado Carrina, padre, para seu tio, Jorge Fernandes, também padre.

Author(s)

Francisco Gonçalves Machado Carrina      

Addressee(s)

Jorge Fernandes                        

Summary

O autor pede ao tio que se não ofenda com ele, diz-lhe que está preso e faz-lhe chegar alguns pedidos e notícias de intrigas.
Javascript seems to be turned off, or there was a communication error. Turn on Javascript for more display options.

Meu thio he sr sempre foi demais en rezão da fruta mandar qua hun proprio q nada inportava estivese la e mais tal Como he la he q hi lhe mando onze pares in mostra veijo o q me dis parthio manoel de oliveira se tiver oCazião antes da feira mandeme dizer aos quantos partio dese povo q fiCo Com pena en rezão Do proprio q mandei não esteija a esperar porq se não partio no sabado fes ontem oito dias avia de esperar tanbem veijo o q me dis dis la hese Cornudo Do bufara q mente q juro V m tan somte nem in tal pesoa falei e so dise sobre os outro Cornudo do pedriCo me disera morava Com hele e inda isto se o falei foi por me hele dizer q levara la o trigo q de Ca mandei e q lho disera hele esta he a verdade e tomeo por onde quizer q ja o Corvo não a de ter as asas mais pretas - fique Certo q de quem se abraCou Commigo q numqua me esqueCi Como V m vera Con brevidade sinto morer dos lopes porq sera procurado en que morto pa fazer rir a jente a semente de repolho ir la Com brevidade que sem V m mo adevertir a tenho mandado vir de Camora Com otra q mandou vir o governador se me poder mandar vir a folhinha o faCa que qua não ten parCido nem huma se o Cão Do oliveira partio no dia que digo Crendo Des primeiramte sen inbargo da sua hida se o rio não for moi turvo intendo no dia de feira estar solto antes de se julgar sobre o mereCimto Dos Aotos e se na mandei o janeCo foi porq se este quizera tirarme mandado de soltura quando sahio a sna in braga podera fazer sem desCulpa porque lho adeverti mas puxou a mestiCada e juntamte dise me os tenpos atras q se o juis apostoliCo os Condenava so nas Custas faria bem que intão q não apelavão e herão Cauzas demais pa desConfiar pa bem não avia de hir hele nem o q foi mas paCienCia e o dizerem a V m avia de hir heu mal podia pois estou prezo a orden do juis apostoliCo e agora veremos se me manda soltar que he a q tan somte mandei e levar proCuraCão porq o oliveira não me a de tirar a justa que levo nos Aotos e no dia de feira senpre me avize se por hi antes não vier hun estudante de freixedelo Do dia que partio o homen quanto a paula ja mandei dizer a V m descansase visto se valer de V m a q Ds gde

Miranda e fevereiro- 26 de 1725 a de seu sobrinho Franco MaChado Carrina De me ao Anto de Ana pires minhas lenbranCas e q sinto as suas molestas fique emV m Dise não ao provizor o Rdo Pe Reitor se andava gavando lhe mandara trinta arateis de Congaro ouve quem lhe pedio o maCado que aperte Com hele e faCalhe Camaraca aos peixes pa q lhe mande alguns pa q se desingane q lhos não a de aCeitar ou outra Couza piqueo

Legenda:

ExpandedUnclearDeletedAddedSupplied


Download XMLDownload current view as TXT