PT | EN | ES

Main Menu


Powered by TEITOK
© Maarten Janssen, 2014-

CARDS2013

1724. Carta de Francisco Gonçalves Machado Carrina, padre, para seu tio, Jorge Fernandes, também padre.

Author(s)

Francisco Gonçalves Machado Carrina      

Addressee(s)

Jorge Fernandes                        

Summary

O autor escreve a seu tio dando notícias de negócios pessoais e do estado do seu processo.
Javascript seems to be turned off, or there was a communication error. Turn on Javascript for more display options.

Meu thio e Sr louvo a V m e A sra Ana pires aCão de fazerem termo q cenpre aCertarão adiante veremos e prencipalmte não estando pernumCiados pelo Ladrão q emtão não hera neCeCario vir Ca nunCa ja não tem remedio Coanto ao pão do CarasCo Po Vaqueiro me prometeu des alqueires de pão de renda da terra heu nao quis a terra de Cima se a laverou q a não lavrara porq logo llhe dise não hera minha visto V m le largar em des alqueires se os der aCeiteos e senão pois q V m lho deixou por nos termos em q se pos deixeo q o meu pão Com lingoa de palmo o a por e o linho nem senpre ei de estar prezo e Coanto ao resCrito ja sabia dizem o q inda duvido o puzerão heles por ora não podem nomear juis apostoliCo so nomear 3 e como Chegar o resCrito escolher mas a de Caber na dieta q são 3 cada huma de seis legoas V m poblique o Vigairo q todo o meu inpenho q no meu resCrito pedi pa a goarda pa os fazer puxar a Lamego ou seria onde tenho e vou perparando as trinCheiras fortes e Como na goarDa esta o tores an de querer Com faCelidade o quero levar pa la Caregue nestas notiCias e Cudado estas Certezas não as saiba Ana pires Com brevidade aVisarei a V m dos termos e se tem sahido a sentenca em q sou parte aos Cais Como o prelado esta empinhado em q nos ConCertemos heu e os Cais e esta hum anjo pa mi e avendo ConCerto heu heide ser o perdidozo por hesa rezão mando petiCão espaCho ao Cão do piCara pa q não venha Ca e mais ficame obrigado e Com juizo e a mim oje Comvem me ou ben fora ou ben dentro e não ConCertos e mais dia de feira falei a huns Cavalheros e Chantre e tisouras e outros Conigos lhe falasem pa q se eisaltem heles e ao prelado Conste os busco o pão reColho em sua Caza e se o recolher em minha Caza feChe a porta da caza de dentro Cravea procureme hum cobertor e feChemo q esCuza q o me dorma nele nem minha hirmã se os Cais he Certo q q puzerão resCrito esta em Braga pelos santos e no tal tenpo não nos aCordemos pa entao Va vamos vendo donde an de sahir seis mil Reis ao menos porq he neCeCario mandar a humã proprio ao juis apostolico ver se me manda soltar logo a vista dos Autos e mandeme dizer se lhe forão intregues as petiCois de Braga onde hia a Certidão da sentenca e outra petiCão e hunas Certidois q inportão dos medicos e Corgiaes porq me não fala nesta se lhe forão intregues e fiCo Com pena e no dro não aja falta porq heu Ca queira ds ganho pa me sustentar e vestir Com as agudas do prelado porq as ordens veija q darão Como se o ramo gde de vir a a sentenca onde quer que for a de sahir Comfirmado vame logo pondo asente q tem morto emrole os oufiCios q se lhe fazem pa q sendo asim pa a lequidaCão dos pescasdores remetameo asinado dese familiares Logo Logo e mandeme dizér se se livra la das pontas ou Ca e o granjo Coanto deu ou se se liverou vai pago o guramento do pai he dele e de outros mais sem q eu intrevenha em nada mas quer Ds a Minha avo e mais familha minhas lembrancas e Ana pires da mesma sorte e q me mande nove vinteis da 2 carta de seguro q são bons pa mil couzas e a rapariga q peCa ao rabino do Bras os desaseis vinteis q lhe mandei dizer em outra a V m a q Ds gde

Miranda e Agosto 4 de 1724 a de seu sobrinho Franco Machado Carrina

O reCado q V m dis não intende Do pe agostinho hera q mandou dizer fis Cara Culpado na vezita


Legenda:

ExpandedUnclearDeletedAddedSupplied


Download XMLDownload text