PT | EN | ES

Main Menu


Powered by TEITOK
© Maarten Janssen, 2014-

CARDS1054

[1617]. Carta de Alonso Carrillo de Albornoz, comediante, sob o nome falso Martim Lopes, para António Álvares Cardoso, padre.

Author(s)

Alonso Carrillo de Albornoz      

Addressee(s)

António Álvares Cardoso                        

Summary

O autor queixa-se de doenças e da falta de notícias do destinatário da carta.
Javascript seems to be turned off, or there was a communication error. Turn on Javascript for more display options.

De q V m se alevante ja folgo muyto Porque he sinal que quer ter saude, porque logo dores de artelhos e juntas se an de ir porque eu estimo en muyto a V m e ainda q lhe Penunçie minhas bobas sera ad cautelam, para lhas poder tirar quando quiser porque sem ellas me não achararei que são em mim muy antiguas e tem ja feito abito a natureza: eu estou muy Pior que cudei Nunca que inda oje amanheçi com febre e omtem não me Curo o çirujão porq Diz que foi a Caparica a curar uma espingardada a cuja Causa estava oje pella menham a ferida emcovada e eu estou Con grandes dores, mas Com muito animo de servir a V m, e ao noso fidalgo que não merece minha descortesia porem eu não tenho Visto Recado desde quarta feira a noite que veo aqui o senhor Gufez, e me dise que em poder de V m ficavão quasi çem cruzados e os zorros e que ja tinha Casas e que me aLevantase eu savado e fose Comprar os neçesarios e que elle se ia que a V m lhe ficaria ordem para mais dinheiro. nisto ficamos quarta feira a noite e que elle me tornaria Ver sexta a noite nunca mais Vi Recado seu, o Pe Antonio de Caceres me tem dito tudo qto V m me escreve sem faltar uma letra eu lhe tenho Respondido. V m Veja nisto o que lhe pareze que eu Cudava que V m Por algun Respeito não se declarava ate nos não Vermos mas agora que sei a Verdade fico maravilhado e me pezara sumamente de ficarmos fora esta Lua porque ainda que estou tal desejo ter bons fins em meu Remo e se isto q quasi tudo esta agora feito faltar Cuido q me desespere Porem V m de ordem de saver de Cunha Porq eu não me Poso Persuadir a ninhum bem elle tem(ca) um corte de jibão que lhe deo o senhor dom fernando e tem uns manteos a fazer mas qua, não Veo nem sei delle, e asim lho escreva V m ao senhor Dom ferndo que eu estou esperando quando me digam Vamos, Para ir que eu som quem mais interessa que todos V mds tenem algum modo de Remedio e Casa e fogar Com credito eu so não ho tenho e por isso tenho mais pesar e não istimo. Perigos quando sejão de morte Porem o tal Cunha não vi nem sei que cuide mais de que ha ocasião e forte noso sr gde a V m e nos deixe Ver Cousa tão esperada e tão desesperada minha Prima manda beixar tal mãos de V m e desas Sras Cujas mãos boas de V m beixa

o Cativo. Martim Lopez

Ao Sor martim lopes meu sor etc


Legenda:

ExpandedUnclearDeletedAddedSupplied


Download XMLDownload current view as TXT