PT | EN | ES

Main Menu


Powered by TEITOK
© Maarten Janssen, 2014-

CARDS1026

1759. Carta não autógrafa de Rosa Maria Egipcíaca, escrava forra, para Maria Teresa de Jesus, mulher de lavrador.

Author(s)

Rosa Maria Egipcíaca      

Addressee(s)

Maria Teresa de Jesus                        

Summary

Rosa Maria escreve a Maria Teresa de Jesus a agradecer por ela a deixar ser mestra de suas filha, dizendo-lhe que elas estão bem no Recolhimento do Rio de Janeiro.
Javascript seems to be turned off, or there was a communication error. Turn on Javascript for more display options.

J M J

Minha mto amada filha e querida Senhora Maria Thereza de Jezus Resebi a de vmce com grande afecto da minha alma e prazer do meu Corasão porem sempre comfundindome no meu nada e na minha vileza com os titulos q vmce nela me da de snra quando eu não sou ainda senhora dos meus pecados pa os ter a meu mando e a minha sugeisão porq so he snra aquela q ja os tras debaixo dos seus pes quando eu me comfeso e Reconheso sempre escrava de vmce o titulo de senhoria eu não quero porq a Tera he q mo o demais eu sim aseito porq o Ceo he q mo e quer q eu seja Mai de vmce e de todos os pecadores q me quizerem aseitar por mai Ds permita fazer a vmce tanto ma filha q se ligue Commigo por união de fedilidade sem q posa haver nada q nos posa apartar deste amor pa desta sorte eu e vmce nos emtruduzirmos dentro da filiasão da sagrada familia de q meu Snor me permete q aqueles q verdadeiramte forem filhos meus serem filhos da sagrada familia J M J J A meus fortisimos patroins; os meus santisimos corasoins ha de pagar a vmce o afecto com q sempre me amou e me ama eu tãobem agradeso a vmce mto aseitar esta indigna pecadora por mai as nosas filhas vão andando ellas agora escrevem todas a vmce vmce tãobem na sua se queicha q eu não escrevo ameudo a vmce não pode ser porq estou mto ocupada e tãobem os portadores huns sei deles outros não sei; quando esta chegou eu ja tinha escrevido a vmce e o snor meu filho por o snor francisco Antonio meu filho mas como ele ainda não tinha partido por hiso he q agora faso esta tãobem vejo q vmce na sua me dis q tem grande dezejo de vir ver este pobre Recolhimento anbas somos Iguais no dezejo porq eu tãobem o tenho mto grande de a ver a vmce pois as saudades q tenho de a ver não de mezes senão de annos o snor seu compadre anda com negocio emtre mãos vmce pesa a deos q o consiga q antão vmce brevemte vira q ele asim me dise q em o Conseguindo logo ha de mandar Recado pa vmces virem e eu tomara mto e mto na verdade q deos permitise q sahise a lume pa honra e gloria sua e pa q vmces tãobem venhão q tenho hũa couza q tratar com vmce a q a qual não fiHo de Carta aseite vmce mtas saudades minhas e de minha mai e das outras todas q ja la escrevem nas cartas das meninas e com isto não emfado mais a vmce q Ds Gde ms annos

em seu serviso hoje 13 de julho de 1759

Vmce dira a meu filho q esta haja por sua q ja la lhe esCrevo a Resposta a Respeito da mana de minha filha faustina digalhe vmces q as nosas fas vão andando comforme a vontade de Ds como vem brabias ha de mister combater com elas mto hora com amor hora com Rigor e vmces me ajudem a ensinarlhes a meterlhe a Cabesa no jugo da obediensia e da humildade q hese he o vazo fundamental de todas as mais vertudes porq sem estas não ha vertude segura nem capas porq estas duas são pai e mai das outras Ds gde vmces meus santisimos corasoins lansem tãobem a vmces me ponhão os pes e me oferesão o meu Santisimo menino Jezus da prinsicala Desta sua Indigna Mai q mto a ama e venera Roza Maria Egysiaca da Vera Crus


Legenda:

ExpandedUnclearDeletedAddedSupplied


Download XMLDownload current view as TXT