PT | EN | ES

Main Menu


Powered by TEITOK
© Maarten Janssen, 2014-

CARDS0188

1821. Carta de António Carlos Caris, brigadeiro comandante, para Bernardo Madeira de Átrio Brandão, juiz.

Author(s)

António Carlos Caris      

Addressee(s)

Bernardo Madeira de Átrio Brandão                        

Summary

António Carlos queixa-se ao juiz do crime de roubo que lhe foi feito por um criado.
Javascript seems to be turned off, or there was a communication error. Turn on Javascript for more display options.

Illmo Sor

Na noite de 26 do Corrente hum Criado que me servia me fugio levando consigo furtado hum Ca-zaco com Divizas novo, hum Colete, humas panta-lonas tudo de pano verde, assim como humas Bo-tas, hum Capeo novo de Couro imbernizado, hua manta de Cazmira azul com galoens de Corel, hum par de Pistollas de Coldre, hum lançol, e hum espelho de hum Soldado; este homem foi prezo por 2 Soldados do Regimento de Cava Numero 12 da Brigada do meu Comando hontem á noite entregue á Policia, e conduzido por huma Es-colta della ao meu Qel e confessando-me que nada do Roubo tinha vendido, queria ser condu-zido por hum Soldado para o entregar, e di-pois variando em outras Respostas, ja por fim dizia que hoje pella manhaã entregaria tudo, e como troucesse vestido ainda o Colete, e as Pantallonas, e Calçadas as Botas lhe mandei tirar o Colete, e as Bottas porque tinha deixado no Quarto huns Çapatos velhos que calçou, e levou vestidas as pantalonas, com as quaes se havia aprezentar a VSa: he provavel que se elle vendeo tudo, saiba a quem o vendeo, e quando elle diga o não sabe, deve saber o Sitio aonde lho comprarão, prque he natural que nesse sitio apareça o homem que compra semelhantes trastes, e como elle não apareceo com dinheiro algum, deverá dizer aonde o jogou, ou gastou. A Mulher com quem elle diz ser cazado, e aonde foi prezo pr nome Maria, mora no Valle de Santo Antonio Trabeça do Mirante, ella talvez possa dizer qual era a Caza donde elle hia, bem como hum preto que hia com elle na occazião em que foi prezo. O meu dezejo não he tanto pr conseguir que me venha á mão o Roubo que elle fez, mas sim para que seja punido hum Ladrão, que assim como fez hum piqueno Roubo poderá fazer outro maior, e ate hum assacino. Se VSa percizar de qualquer Escolta para o Conduzir a qualquer logar aonde elle confesse exestir o Roubo com o seu avizo lha farei promptificar; esperando de VSa haja de fazer castigar a este Ladrão conforme a Lei. Lembrame tambem dezer a VSa que tendo elle fugido á huma ho-ra da noite, havia de hir com todo o Roubo a alguma Caza aonde elle costume hir, porque levando elle hum Chapeo imbernizado e hum Velho seu, trazia o Velho quando hontem se me aprezentou; coligece daqui, que elle dipozittou tudo primeiro em alguma Caza, julgo que sendo elle posto em segredo e a ferros, será muito facil com o tempo confessar; e ate mmo para se conhecer a Caza que acoita Ladroens. Remeto a VSa o certificado que elle me apprezentou quando o Re-cebi para meu Criado. Ds Guarde a VSa

Qel de Palhavãa 28 de Janro de 1821 Illmo Sor Juiz do Crime do Bairro de Andaluz Antonio Carlos Caris Brigdro Comdte da 6a Ba de Cava

Legenda:

ExpandedUnclearDeletedAddedSupplied


Download XMLDownload current view as TXTSentence view