PT | EN | ES

Main Menu


Powered by TEITOK
© Maarten Janssen, 2014-

CARDS0131

1820. Carta de José do Espírito Santo, almocreve, para Joaquim das Neves.

Author(s)

José do Espírito Santo      

Addressee(s)

Joaquim das Neves                        

Summary

José do Espírito Santo escreve a um amigo responsabilizando-o pela sua prisão.
Javascript seems to be turned off, or there was a communication error. Turn on Javascript for more display options.

Snr Joaqm das neves

o noso Amigo Alberto não lhe faz conta descubrir nigem pois veio hum rapas de beJa so A fim de saber de minha prizão pois eles ambos, tem andado de suedade pois dizijara ser teu Amigo porq toda a vida ouvi dizer q he hum Amigo Ainda q seja no inferno mas tu he q foste o q concoreste para eu ser prezo Agora quero q me mandes dizer o modo como he de ser solto pois se eu tivera dinheiro Ja Aqui n não estaria porque o dinheiro Acaba tudo pois quem trabalhos dizeja os seus se lhe chegão com q Asim da lhe o rimedio com tempo e dipois não te queixes porq quem Anda chuva fica mulhado se eu tivera aqui sultura eu perguntara o q te A ti falta porq so Asim te desculparas pois o favor q me podes fazer he q de mim não queres nada Ainda q daqui va para outra cadeia senão mandame A resposta e com isto não emfado mais Aseita saudades

deste teu Amo Joze do espirito santo

Legenda:

ExpandedUnclearDeletedAddedSupplied


Download XMLDownload current view as TXTSentence viewSyntactic annotation