PT | EN | ES

Main Menu


Powered by TEITOK
© Maarten Janssen, 2014-

CARDS7014

1833. Carta anónima em nome de Francisco António de Gusmão para Margarida Rosa da Natividade.

SummaryO autor dá notícias de pessoas conhecidas da destinatária.
Author(s) Anónimo250
Addressee(s) Margarida Rosa da Natividade            
From Portugal, Lisboa
To Portugal, Vila Viçosa
Context

Os réus deste processo são Brígida Rosa, menor de idade e criada de servir, e Francisco António de Brito, soldado das Milícias de Vila Viçosa. A primeira foi acusada de levar uma carta aos soldados rebeldes a pedido do réu Francisco António de Brito. Este foi acusado de ser Miguelista e de possuir cartas suspeitas. A primeira carta (fólios 5 e 6) foi encontrada na mão da ré e as cartas seguintes (fólios 8 a 19) foram encontradas na casa do réu aquando da sua prisão, bem como uma navalha de mola com um ferro de um palmo e um cabo com mais de um palmo de comprimento. O réu foi condenado a dois meses de trabalhos públicos na cadeia em Tribunal correcional e a ré foi expiada da falta que tinha cometido com o tempo que cumpriu de prisão enquanto esperava a sentença. Não ficou claro qual era relação entre os réus e os autores e destinatários de algumas das cartas (as que não eram dirigidas a Margarida Rosa da Natividade).

Support quarto de folha de papel escrito dos dois lados.
Archival Institution Arquivo Nacional da Torre do Tombo
Repository Casa da Suplicação
Collection Feitos Findos, Processos-Crime
Archival Reference Letra B, Maço 10, Número 59, Caixa 25, Caderno 1
Folios [5]r-[6]v
Transcription Ana Rita Guilherme
Main Revision Leonor Tavares
Contextualization Ana Rita Guilherme
Standardization Sandra Antunes
POS annotation Clara Pinto, Catarina Carvalheiro
Transcription date2007

Javascript seems to be turned off, or there was a communication error. Turn on Javascript for more display options.

Snra Margarida Roza

he de hestimar q o reseber desta es- hesteje disfrutando huma munto filis saude na Compa deces Snrs etc e dos seus mininos e de qem Vomce mais dizijar pois eu o fazer desta gracas a Ds de saude fico bom prompto sempre pa tudo q for do seu agrado etc Snra Margarida vejo u q mi dis na cua Carta eu honte 28 do Corente q he Setembro falei com Franco Anto de Britto a respeito do q me dis elle de me por reposta q hesta Com tenção de marxar para he-ca Tera no dia - 4 - o - 5 do mes de 8tu-bro e q Vomce dara parte a sua Mai disto mesmo para fazer a sua Vindima etc a fma deces Snrs tanto de S João como do Comvento toda doza porfeita saude etc facame munto rocomendado a todos Snrs etc e a sua Mai seu mano Sabastião não tenho tido noticias dele mas creio q ha de hestar bom seu Primo João ja he hesta em Moncaras com baixa facame munto rocomendado o Snr Anto Maria e a Snra Clara e a todas as pecoas q por mim porcurar etc

e deste seu umilde Criado e dos seus mininos seu Vor etc etc etc etc Lisboa de Sintembro de 1833 Franco Anto de Gosmão

Legenda:

ExpandedUnclearDeletedAddedSupplied


Download XMLDownload current view as TXTSentence view