PT | EN | ES

Main Menu


Powered by TEITOK
© Maarten Janssen, 2014-

CARDS1044

1660. Carta de Luís Coelho de Carvalho, abade, para João Rodrigues de Araújo, vigário-geral.

SummaryO autor conta ao vigário-geral sobre o crime de bigamia do réu deste processo.
Author(s) Luís Coelho de Carvalho
Addressee(s) João Rodrigues de Araújo            
From Portugal, Porto, Besteiros
To S.l.
Context

O réu deste processo é Gonçalo Rangel, natural da freguesia de São Cosme de Besteiros, Porto, que residia, à data do processo, em Pernambuco, Brasil. O réu foi acusado de bigamia. Gonçalo Rangel casou-se, no Porto, com Antónia Carneira, e mais tarde envolveu-se num crime. Mais precisamente, incendiou as casas do abade de Besteiros e, como tal, foi condenado ao degredo para o Brasil. Em Pernambuco, afirmou ser solteiro, mudou o nome para Gonçalo de Sousa Rangel e, estando a sua primeira mulher ainda viva, tornou a casar, desta vez com Maria de Brito, viúva. Gonçalo Rangel confessou as suas culpas neste caso de bigamia, tendo sido condenado a cinco anos de degredo para as galés, a ser açoitado pelas ruas públicas e a cumprir penitênicas espirituais.

Support meia folha de papel não dobrada escrita no rosto.
Archival Institution Arquivo Nacional da Torre do Tombo
Repository Tribunal do Santo Ofício
Collection Inquisição de Lisboa
Archival Reference Processo 2686
Folios 18r
Transcription Ana Rita Guilherme
Main Revision Rita marquilhas
Contextualization Ana Rita Guilherme
Standardization Catarina Carvalheiro
POS annotation Clara Pinto, Catarina Carvalheiro
Transcription date2008

Javascript seems to be turned off, or there was a communication error. Turn on Javascript for more display options.

Sor Dor João Roiz de Araujo.

Com a carta de Vm me dispus logo a fazer diliga o segredo q o nego pede q pa mim foi novidade E achei q hum Simião Coelho desta frga trouxe novas a ella, por hũa carta q q lhe remeteo seu irmão David de Couros q veo do Brazil E lhe dizem q veo outra a hum Clerigo da frga de Rebordoza cujo nome não sei, q todos dizem essa q gco Rangel q foi degredado pa o Brazil pella culpa de hum incendio q sucedeo nesta caza em tempo do Abbe meu antecessor estava cazado a Va de q a carta fes menção havendo noticias de q elle hera quá cazado fes inquirisão falsa E se recebeo dando fiança aos banhos E pa os facilitar mudou o sobrenome chamandosse gco de Souza Rangel, E fazendosse nascido nessa Cidade elle nasceo nesta frga E nella esta cazado Anta Carnra sua verdadra mer q actualmte esta viva da quoal tem sete fos hum ja cazado E tres machos E outras tres femas soltras debaixo de seu poder; o tal homem segdo me informei , (porq o não vi numqua) cazado he pa semelhantes q a mer E fos bem sentem isto he o q achei neste nego E em todos os q Vm me ordenar me tem mto prompto a seu Servo a quem Ds gde

Bestros E de dezbro 18 de 1660. Cato de Vm Luis Coelho de Carvalho

Legenda:

ExpandedUnclearDeletedAddedSupplied


Download XMLDownload current view as TXTSentence view