PT | EN | ES

Main Menu


Powered by TEITOK
Maarten Janssen, 2014-

CARDS0023

1823. Carta assinada sob o pseudónimo de António Chuço e enviada a João Ferreira Sola, negociante.

SummaryO autor ameaça de morte o destinatário, caso este não entregue 15 moedas para livrar um preso da Cadeia do Limoeiro.
Author(s) Anónimo17
Addressee(s) João Ferreira Sola            
From Portugal, Lisboa
To S.l.
Context

A forma de extorsão que esta carta documenta (e outras mais de igual teor) representa uma prática que se tornou característica da cadeia do Limoeiro no primeiro quartel de Oitocentos e cuja amplitude em muito beneficiou da instabilidade política e social associada aos primeiros anos do Liberalismo e da ambiência generalizada de vulnerabilidade e suspeição.

Support meia folha de papel dobrada escrita nas duas primeiras faces e com sobrescrito na última.
Archival Institution Arquivo Nacional da Torre do Tombo
Repository Casa da Suplicação
Collection Feitos Findos, Processos-Crime
Archival Reference Letra M, Maço 1, Número 6, Caixa 2, Caderno [2]
Folios [13]r- [14]v
Transcription Cristina Albino
Main Revision Cristina Albino
Contextualization Cristina Albino
Standardization Clara Pinto
POS annotation Clara Pinto, Catarina Carvalheiro
Transcription date2007

Javascript seems to be turned off, or there was a communication error. Turn on Javascript for more display options.

Illm Snr João Ferra Sola

VSa mandara logo e logo que esta receber mandara a Cadeia do Limoeiro a inxovia da Cadeia da Cidade entregar o prezo Andrade a quantia de 15 moedas que he para o seu livramento do prezo que esta em prigo devo notar que eu sou Antonio Chuco da Villa de Trancozo capitão das quadrilhas e partidas bem conhecido e respeitado veja VSa que se falta remeter este dinheiro o prezo the quarta feira portesto de lancar fogo a sue Pallacio e dar lhe saltado pelo Jardim e quanto VSa pessue e razo e lanco fogo tudo vai a buar como as suas fazendas q VSa tem nos e onde tudo mais la vou veja VSa o que foi que lhe fazemos grande estrago portanto VSa sera pago Breve eu parto para a feira nas Galveias que he a sete e de receber noticia se VSa faltar etão nos pagara e bem pago logo logo que saia da feira das Galveias vou a Cuba e de la venho pagar VSa coidado com o segredo acem mando VSa as 6 horas da tarde a cadea e quem for levar o prezo o dinheiro que se cente primeiro que lhe fale cul dos Frades de pedra q estão nas escadas do Limoeiro e logo que o prezo brade o Joze o Joze atao ire pessoalm entregar em mao o prezo o dinheiro que leva em hora esta a de ser quarta feira sem falta o depois não se queixe VSa por que lhe contecer e a sua vida nas minhas maos a do meu segundo Capitão Taborda sera penada hoje 4 de Janro 1823

seu criado o Capitão de quadrilhas, Antonio Chuço

Legenda:

ExpandedUnclearDeletedAddedSupplied


Download XMLDownload textSentence view